Banco Central lança moeda de R$ 5 em comemoração aos 200 anos da 1ª constituição do país

Pedro Augusto
| 2 min read
Moeda de R$5
Imagem – Banco Central

O Banco Central do Brasil anunciou o lançamento de uma moeda de R$ 5 comemorativa, marcando os 200 anos da promulgação da primeira Constituição brasileira. A moeda, feita de prata e pesando 28 gramas, apresenta um design exclusivo que homenageia esse momento histórico.

Na face frontal da moeda, há a representação de um livro aberto da primeira Constituição do Brasil, com páginas amareladas que simbolizam sua antiguidade. Ao lado do livro, está desenhada uma pena, utensílio utilizado na época para a redação do texto constitucional. O verso da moeda destaca o prédio do Congresso Nacional, reforçando sua importância simbólica.

O Banco Central comunicou que a moeda será comercializada por R$ 440 e estará disponível para compra através do site Clube da Medalha. A tiragem inicial é limitada a 3.000 unidades, tornando esta edição um item de colecionador valorizado tanto por sua beleza quanto por seu significado histórico.

Moeda de R$ 5 é uma homenagem ao Poder Legislativo


A equipe do Banco Central disse que o lançamento da moeda comemorativa é em homenagem ao Poder Legislativo. Em suma, marca os 200 anos da primeira Constituição do Brasil, promulgada em 25 de março de 1824, durante o período do Brasil Império. Esta Carta Constitucional introduziu o bicameralismo no país, com a formação da Câmara dos Deputados e do Senado Federal.

Apresentou-se oficialmente a nova moeda de R$ 5 em uma cerimônia realizada no Salão Nobre da Câmara dos Deputados. De acordo com representantes da Câmara, esse lançamento é parte de uma série de iniciativas que começaram em 2017, visando celebrar os dois séculos da Carta de 1824.

O diretor de Administração do Banco Central, Rodrigo Alves Teixeira, destacou que o lançamento da nova moeda é uma maneira de a autoridade monetária contribuir para eternizar a lembrança da primeira Constituição na memória nacional.

Além disso, o Banco Central tem um histórico de cunhar moedas comemorativas. Em 2022, por exemplo, lançaram-se duas peças especiais em celebração ao Bicentenário da Independência do Brasil.

Site oficial ficou fora do ar

Após o anúncio, o site oficial destinado à venda da moeda enfrentou problemas técnicos e ficou inacessível. Em resumo, questionado sobre se a indisponibilidade se devia ao alto volume de acessos, o Banco Central esclareceu que a manutenção do site é responsabilidade da Casa da Moeda, a qual não tinha dado satisfações sobre o ocorrido até então.

No entanto, o site voltou a funcionar  no decorrer da tarde. Mais cedo, uma mensagem indicava que o site estava em “manutenção programada”, prometendo que o acesso voltaria “em instantes”.

Leia mais: