25 Ago 2021 · 2 min read

Chefe do SoftBank está feliz em não ter mais Bitcoins, mas sua empresa ainda está no jogo

O CEO da SoftBank - um dos maiores conglomerados do Japão e uma empresa com múltiplos interesses em criptos - disse que teve um prejuízo multimilionário com a venda de suas participações em bitcoin (BTC) em 2018 porque ele “Não entendeu” o token e descobriu que ele o estava distraindo da direção de seus negócios.

O CEO da Softbank, Masayoshi Son. Fonte: Uma captura de tela de vídeo, Youtube/David Rubenstein.

Masayoshi Son, CEO da Softbank, parece ter lavado as mãos do BTC, dizendo a um entrevistador do New York Times esta semana que ele havia "esquecido" o quanto havia perdido quando vendeu sua própria participação pessoal no BTC, mas estimou que era em torno de USD 50 milhões. No entanto, em abril de 2019, o CEO disse que perdeu $130 milhões em um investimento pessoal de BTC.

Son acrescentou que 1% do total de seus ativos estava em bitcoin até 2018 e que ele comprou o token depois de ouvir recomendações sobre o token de um amigo.

No entanto, o CEO afirmou que costumava gastar até "cinco minutos por dia" olhando os preços do bitcoin e, finalmente, decidiu que "não entendia" as flutuações do BTC e achou todo o processo muito perturbador enquanto tentava executar o seu o negócio. Ele afirmou que se sente muito melhor agora, quando não possui mais bitcoins.

Son não descartou os tokens completamente, no entanto - embora ele alegasse que estava atualmente concentrando seus esforços em outra tecnologia da indústria 4.0, a saber, inteligência artificial.

Ele explicou:

“Acho que a moeda digital definitivamente será útil e acho que a moeda digital será definitivamente [usada no futuro]. Mas não sei o que é moeda digital, sua estrutura e assim por diante. Prefiro focar em algo que me apaixone, que é IA agora.”

Independentemente disso, a SoftBank é dona do Fortress Investment Group, que fez um investimento em bitcoin em 2013 e no início deste ano manifestou interesse em comprar a falida exchange de criptomoedas Mt. Gox. A SoftBank também é dona da Z Holdings, que é dona do gigante da internet Yahoo Japan. E este, por sua vez, é o operador da TaoTao, exchange japonesa de criptomoedas.

Além disso, o Yahoo Japan está definido para se fundir com outro gigante asiático de negócios cripto em fevereiro do próximo ano - a  Line, uma afiliada da Naver, operadora de aplicativos de bate-papo que opera uma série de exchanges de criptomoedas, incluindo a japonesa Bitmax.

A Line também tem sua própria rede de blockchain e lançou um cripto ativo próprio.

No horário da matéria (13:47 UTC), o BTC era negociado a $18.213 e aumenta quase 2% em um dia e 12% em uma semana. O preço subiu 47% em um mês e 129% em um ano.