`
. 4 min read

Frações de NFTs podem Democratizar o Investimento Digital

2021 foi sem dúvida o ano dos tokens não-fungíveis (NFTs). Com mais de US$ 10 bilhões em vendas, o mercado de NFT, em grande parte baseado em criptomoedas, pode ultrapassar em vendas os mercados tradicionais de artes e antiguidades já neste ano. 

Uma das mais recentes inovações no mercado de NFT são as chamadas “NFTs fracionárias”, que visam fornecer propriedade fracionária de NFTs individuais para permitir que tenham mais de um proprietário. 

Continue lendo para saber mais sobre frações de NFTs e seus casos de uso. 

O que são frações de NFTs?

NFTs fracionários (F-NFTs) são tokens criptográficos que representam propriedade fracionária em um token não-fungível. 

Em outras palavras, os F-NFTs permitem que os investidores detenham uma participação em um item tokenizado caro, em vez de serem o único proprietário. Você pode pensar nisso como ações de uma empresa, exceto que sua participação está em um NFT. 

Um exemplo teórico de uma NFT fracionada seria possuir uma porcentagem da obra de arte “de Beeple “Everydays: The First 5,000 Days” que foi vendida na Christie’s por US$ 69 milhões. 

NFTs podem ser divididos?

Sim. 

Os NFTs podem ser divididos em unidades menores, por meio de um processo conhecido como fracionamento. Você já pode encontrar F-NFTs em plataformas como Fractional, Nftfy.

O processo de fracionamento envolve pegar um NFT (token ERC-721), bloqueando-o em um contrato inteligente que divide o token em muitas frações de tokens ERC-20 fungíveis e, em seguida, disponibilizando esses tokens (F-NFTs) ao mercado. 

Ao fazer isso, o custo de pagar US$ 500.000 por um único NFT pode ser dividido por 100 proprietários em potencial, cada um pagando US$ 5.000. 

NFTs fracionados introduzem mais liquidez no mercado de NFTs. Eles também democratizam o acesso a NFTs de alto valor, transferindo a oportunidade de propriedade de indivíduos e organizações que podem comprá-los para qualquer pessoa que queira investir no espaço NFT. 

Um exemplo real de fracionamento NFT é a venda do Doge NFT. O meme Doge, que é o rosto oficial do Dogecoin (DOGE), foi vendido por US$ 4 milhões em junho de 2021. Em agosto de 2021, PleasrDAO, proprietário da NFT, ofereceu propriedade fracionada na forma de tokens $DOG, que poderiam ser comprados pelos fãs do meme por apenas US$ 1. Este exemplo mostra o potencial dos F-NFTs no espaço da arte. 

Mas a arte é apenas um setor que pode se beneficiar dos F-NFTs.

Casos de uso de NFTs fracionários 

Os NFTs fracionários foram inspirados pela venda de obras de arte na forma de NFTs. No entanto, a aplicação da tecnologia pode ter outros casos de uso. 

F-NFTs e jogos play-to-earn

jogos de criptografia play-to-earn envolvem ganhar, comprar, vender e negociar itens de jogo, a maioria dos quais são NFTs. Com a introdução de F-NFTs, no entanto, jogos multiplayer como Star Atlas e Axie Infinity poderiam utilizar a tecnologia para fornecer aos jogadores a capacidade de se unir para comprar itens mais caros, como naves espaciais e planetas no Star Atlas.

Na verdade, Axie Infinity já está testando isso através da venda de Axies ultra-raros, que são os ativos NFT do jogo. Aqui, os membros da comunidade fracionaram os Axies e os venderam via Niftex, uma plataforma de fracionamento. 

F-NFTs e o Metaverso

O metaverso é um conceito que está crescendo a cada dia. Com empresas como Decentraland, Sandbox e Facebook construindo no crescente universo virtual, é provável que haja muito investimento do “mundo físico”. 

Os F-NFTs podem permitir que pessoas, grupos de pessoas, investidores e até conglomerados se unam para comprar terras virtuais e outros ativos no mundo virtual.  

F-NFTs e Imóveis

Não são apenas os proprietários de terrenos do metaverso que podem se beneficiar dos F-NFTs. No mundo real, os F-NFTs podem ser usados ​​para alimentar a propriedade fracionária de imóveis. 

Mas os Reguladores irão permitir? 

Com os novos desenvolvimentos, vêm os desafios, especialmente em setores de tecnologia emergentes, como criptografia e tokenização. 

No caso dos F-NFTs, já existe alguma resistência por parte dos reguladores que afirmam que os F-NFTs têm semelhanças com títulos e podem ser tratados como tal no futuro. Embora os regulamentos nem sempre sejam negativos para a rede, o excesso de regulamentação pode interromper o desenvolvimento dessa nova tecnologia que pode ajudar a democratizar o investimento em ativos tokenizados.
_____
Leia Mais:

Microsoft faz Aposta de US$ 69 Bilhões em Jogos e Metaverso

Como Ganhar Juros em Stablecoins: Um Guia para Iniciantes