'Pai Rico' Robert Kiyosaki vai reinvestir o dinheiro do estímulo em Bitcoin, Ouro e Prata

As pessoas devem obter educação econômica fora das universidades e investir em prata, ouro e bitcoin (BTC), de acordo com o empresário americano e autor de um livro de finanças pessoais best-seller Rich Dad Poor Dad, Robert Kiyosaki. Os estímulos são comunismo, disse ele, mas ele aceitará o dinheiro que o governo ofereceu, pois seria estúpido não o fazer - e o reinvestirá em prata, ouro e BTC.

Robert Kiyosaki. Fonte: uma captura de tela de vídeo, Youtube/The Rich Dad Channel

"O motivo pelo qual endosso o bitcoin é apenas por um motivo estranho: você não faz parte do sistema", disse Kiyosaki em conversa com Anthony Pompliano, co-fundador da Morgan Creek Digital e apresentador do Pomp Podcast. Ele não confia em seu governo, acrescentou Kiyosaki.

Discutindo o pacote de estímulo monetário e resgates nos EUA, bem como a declaração de Kiyosaki de que o Federal Reserve dos EUA (Fed) não é um banco, nem é federal, nem tem reservas, o empresário citou livro de seu amigo Edward Griffin, A Criatura da Ilha Jekyll, dizendo que o Fed é um cartel pertencente aos mais ricos, que não podemos ver, mas este é de fato o grupo que controla o mundo.

E embora a pandemia do coronavírus seja "provavelmente real", em uma crise, as pessoas ficarão desesperadas e receberão o "dinheiro grátis" de $1.200 dado pelo governo às pessoas. (Os indivíduos devem receber até $1.200, mas aqueles que ganham mais de $99.000 não receberão nada.) "É comunismo", disse ele. Além disso, os estímulos são uma forma pela qual o capitalismo vai do socialismo ao comunismo, argumentou Kiyosaki.

No entanto, "quando o governo ofereceu [...] $350 bilhões outro dia, eu aceitei", disse ele sem especificar. (O governo dos EUA prometeu $350 bilhões em empréstimos para pequenas empresas para cobrir salários, vencimentos e benefícios, no valor de 250% da folha de pagamento mensal de um empregador, com um empréstimo máximo de $10 milhões.)

E embora ele disse que não precisa do dinheiro, pois tem o suficiente para cuidar de seus funcionários e que alguns podem dizer que não é justo, Kiyosaki acrescentou que é assim que o governo funciona. Eles ofereceram a ele, e ele não teve dúvidas em aceitar. Quanto ao que ele fará com isso, ele comprará "mais ouro, prata e bitcoin", disse ele. Kiyosaki aconselhou investir neles, pois permitem que as pessoas saiam do sistema de banco central e permitem a separação entre dinheiro e governo. "Ouro e prata são o dinheiro de Deus, e o bitcoin é o dinheiro das pessoas de código aberto", acrescentou.

Se você não está prosperando na crise de hoje, então alguém se meteu na sua cabeça, disse Kiyosaki. Esse alguém lhe disse para ir à escola, conseguir um emprego e um carro, pagar impostos, economizar dinheiro, pagar dívidas e investir a longo prazo em um portfólio bem diversificado de ações, títulos, fundos mútuos e ETFs (exchange-traded funds). "Se você fez isso, você está em apuros", disse Kiyosaki. É necessária uma mudança de pensamento aqui, argumenta ele, exortando as pessoas a ouvirem os professores do YouTube em vez dos professores universitários que são "PhD - pobres, sem-teto e desesperados". As universidades tornam as pessoas frágeis, politicamente corretas e mal preparadas para o avanço econômico, argumentou.

A regra de Kiyosaki, disse ele, não é investir em coisas que ele não consegue entender, mas ver seu amigo comprar bitcoin, ficar rico com isso, o deixou curioso sobre o ativo. Seu conselho para todos aqueles com menos de 50 anos, que podem ter algum conhecimento de tecnologia, é olhar para o BTC. Para a geração anterior, o investimento era ouro e prata, mas para os mais jovens é BTC, ethereum (ETH) e outros cripto ativos. Independentemente da idade, "nossas necessidades são as mesmas", argumentou ele, "precisamos ter um dinheiro sólido". Para alguns, isso é conseguido com o dinheiro de Deus, para outros, com o dinheiro das pessoas.

Enquanto isso, as pessoas notaram que Kiyosaki tuíta com mais frequência sobre o investimento em prata, ouro e BTC.

__

__

Confira a entrevista completa: