16 Jun 2022 · 1 min read

Registro obrigatório para trocas de Bitcoin pode chegar aos EUA

Apesar de estar em um mercado em baixa, os planos para regular o bitcoin e seus derivativos continuam aparecendo. Agora é a vez das bolsas, a SEC (Securities and Exchange Commission dos Estados Unidos) que está de olho nelas.

Gary Gensler, presidente da SEC, afirmou que estão avaliando seis projetos para permitir um registro de exchanges e plataformas para empréstimos de criptomoedas.

“As plataformas de negociação de criptomoedas estão analisando esta proposta e se perguntando o que fazemos até que esses tokens sejam registrados?” Gensler afirmou ao The Wall Street Journal. 

A ideia é baseada na proteção dos investidores regulando o setor de criptomoedas de maneira semelhante ao mercado de ações.

Gensler também falou sobre os casos de Celsius e Binance, que desativavam saques no meio de um mercado em baixa, causando pânico na comunidade. Ele se referiu ao fato de que os usuários de plataformas como essas não têm para onde se apoiar ou qualquer regulamentação para casos como os que ocorreram recentemente. Os usuários ficam indefesos e à mercê das empresas para acessar seus fundos.

Por fim, o presidente da SEC, referiu-se à situação das criptomoedas como títulos no mercado, comentando que uma de suas disposições buscaria dar mais clareza sobre quais criptomoedas atendem à definição legal de títulos que a SEC deve regular. O problema seria que, ao fazer isso, algumas criptomoedas seriam deixadas de fora da regulamentação da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.

"Não buscamos estender nossa jurisdição, mas esses tokens são oferecidos ao público e o público espera um futuro melhor. Essas são as características de um contrato de investimento", comentou.

--------

Leia mais:

Uma em cada sete pessoas ricas agora possui 'ativos digitais', diz pesquisa

Bitcoin, Ethereum e Crypto testam novas mínimas à medida que o mercado se prepara para uma alta maior