26 Sep 2022 · 2 min read

Autoridades sul-coreanas confirmam: Interpol na busca por Do Kwon

Source: Scott Rodgerson/Unsplash

A Organização Internacional de Polícia Criminal, conhecida como Interpol, emitiu um Aviso Vermelho sobre Do Kwon, cofundador da Terraform Labs e do ecossistema Terra.

Os promotores sul-coreanos confirmaram o Aviso Vermelho - emitido em 26 de setembro - para os meios de comunicação sul-coreanos, incluindo SBS. A promotoria, no entanto, se recusou a fazer comentários sobre o assunto.

A emissão de um Aviso Vermelho da Interpol é a solicitação de mais alto nível que a organização pode emitir. O alerta orienta policiais em todo mundo a “localizar e prender provisoriamente” o indivíduo em questão “pendente de extradição, entrega ou ação legal similar. ”

A Unidade de Crimes Financeiros e de Valores Mobiliários da Procuradoria do Distrito Sul de Seul procurou a Interpol pela primeira vez para obter ajuda na busca ppor Kwon semana passada, depois que um mandado de prisão foi emitido pelas autoridades locais.

O Ministro das Relações Exteriores da Coréia do Sul afirmou que o governo já emitiu uma ação de cancelamento do passaporte de Kwon evitando assim uma possível fuga para outros país.

Onde está Do Kwon?

As autoridades sul-coreanas afirmam que Kwon é agora um “fugitivo” considerando-o oficialmente um fugitivo. Por sua vez, Kwon negou as acusações em 17 de setembro, última vez que postou nas redes sociais.

Mas as evidências parecem indicar o contrário. Kwon, dizem os promotores, “fugiu” para Cingapura no final de abril, poucos dias antes do colapso do ecossistema Terra, junto com cinco executivos da Terraform.

A polícia sul-coreana afirma ainda que a família de Kwon voou para Cingapura logo depois. A polícia de Cingapura, no entanto, declarou que Kwon não se encontra mais no país. 

Os promotores acreditam ter evidências suficientes para provar que as moedas do ecossistema Terra que Kwon vendeu eram “títulos não registrados”, embora alguns advogados tenham afirmado ser difícil reunir provas que incriminem Kwon. lei sul-coreana não classifica nenhuma forma de criptoativo como um título.

No entanto, o Beoplyool TV News, meio de comunicação especializado em assuntos legais, citou um advogado financeiro chamado Cha Sang-jin afirmando que, se a acusação se concentrar no TerraClassicUSD (UST), pode ter mais sucesso.

Cha alega que os executivos da Terraform “enfatizaram” uma “vinculação de valor com o dólar americano” antes que a UST perdesse sua paridade no início de maio.

Ao provar que as promessas sobre uma stablecoin vinculada ao dólar eram falsas, sugeriram especialistas jurídicos, os promotores podem provar que Kwon e outros “violaram a Lei do Mercado de Capitais”.

------------

Leia mais:

Ripple muda estratégia e diz que proprietários de XRP não têm direitos ou contratos

Órgao regulador brasileiro quer 'transparência' e prepara diretrizes para o mercado

---------------------