Baleia cripto movimenta US$ 61 milhões em BTC após 10 anos parada

Pedro Augusto
| 2 min read

baleia de bitcoin

Duas carteiras de Bitcoin misteriosas, contendo um total de 1.000 Bitcoins — o que equivale a US$ 61 milhões nos valores atuais — foram reativadas repentinamente após uma década de inatividade, movimentando quase todos os seus satoshis.

A carteira identificada pelo endereço “16vRq…qjzEa” realizou a transferência de 500 Bitcoins no bloco 843.131, no dia 12 de maio às 19h10 UTC. Por sua vez, a outra carteira, com o endereço “1DUJuH…NgfC5”, transferiu a mesma quantidade de Bitcoin apenas dois blocos depois, conforme registrado pelo explorador de blocos Bitcoin da Blockchain.com.

Baleia de Bitcoin adquiriu as criptos por um valor 476 vezes menor


Em 12 e 13 de setembro de 2013, duas carteiras receberam, cada uma, 500 Bitcoins, quando a cotação da criptomoeda estava em US$ 134, conforme dados da CoinGecko. Atualmente, o valor combinado dessas transferências é 456 vezes maior que o preço original, totalizando impressionantes US$ 61,2 milhões.

Após as transações, uma das carteiras, identificada pelo endereço “16vRq…qjzEa”, redistribuiu seus 500 Bitcoins para várias outras carteiras. Por outro lado, o titular do endereço “1DUJuH…NgfC5” ainda retém seus 500 Bitcoins. A simultaneidade dessas movimentações despertou a atenção da empresa de análise de blockchain Lookonchain, que associou as duas transações, levando observadores a especularem que ambas as carteiras podem pertencer à mesma pessoa ou entidade.

Antes dessas operações, os dois endereços estavam classificados como as 4.353ª maiores baleias de Bitcoin, segundo a BitInfoCharts.

Carterias que ainda estão adormecidas representam 8,5% dos 21 milhões totais de Bitcoin


Há menos de uma semana, uma carteira de Bitcoin da era de Satoshi Nakamoto movimentou 687 Bitcoin. Isto é o equivalente a US$ 43,9 milhões, dividindo-os entre dois endereços distintos. Embora seja comum que ao menos uma dessas antigas carteiras de Bitcoin desperte mensalmente, quase 1,8 milhão de endereços de Bitcoin estão inativos há mais de uma década. Esses dados vêm de um estudo recente realizado pela Chainalysis e pela revista Fortune.

Essas carteiras, excluindo-se a de Nakamoto, acumulam cerca de US$ 121 bilhões em Bitcoin, conforme informado pela Fortune. Apesar de ser incerto o montante que possa ter sido perdido, os 1,8 milhão de endereços inativos correspondem a 8,5% do total de 21 milhões de Bitcoins que poderiam existir.

Há especulações frequentes de que essas carteiras inativas possam estar sendo ativadas para vender Bitcoin em momentos estratégicos. Outras suposições incluem a possibilidade de que os fundos estejam sendo transferidos para endereços distintos, possivelmente sob a gestão de provedores de serviços de carteira não custodial mais seguros.

Leia mais: