09 Mar 2022 · 5 min read

Bancos Russos veem CNY como Solução; Novas Sanções foram Aprovadas

O rublo russo foi jogado em desordem enquanto o país tenta combater as sanções econômicas suspendendo efetivamente a venda da maioria das moedas estrangeiras – Banco Central explora a possibilidade de permitir que os cidadãos comprem o yuan fiduciário da China.

Em um comunicado de imprensa do Banco Central, o principal órgão regulador anunciou que havia criado um “procedimento temporário” que previa a proibição de saques de mais de US$ 10.000 de contas de depósito em moeda estrangeira.

O banco acrescentou que permitiria que os cidadãos sacassem mais do que esse valor – mas apenas se as participações fossem convertidas em rublos “à taxa de câmbio do dia” dos saques.

As medidas já entraram em vigor e “ficarão em vigor até 9 de setembro de 2022”.

Os bancos comerciais também foram intimados a não vender moeda estrangeira a pessoas físicas no período mencionado.

O rublo caiu para mínimos sem precedentes em relação ao dólar com as notícias, antes de se recuperar acentuadamente. Dados do TradingView no momento da redação mostram um aumento de 53% para a marca de US$ 0,12 e os dados do Investing mostram o rublo em um valor muito menor de US$ 0,08 antes de um aumento de 10%.

O Banco Central alegou que os cidadãos poderiam manter fundos em contas de depósito em moeda estrangeira, alegando que esse dinheiro estaria seguro e “contabilizado” na moeda em que a conta ou depósito foi aberto.

Acrescentou que os termos e condições das contas não mudariam e que os juros sobre as participações continuariam a ser calculados.

Purgar o dólar da economia russa é um objetivo declarado de longo prazo para Moscou, mas o Kremlin agora parece interessado em turbinar o processo – e poderia tentar fazê-lo através do yuan chinês.

Com a deserção em larga escala do rublo agora aparentemente uma inevitabilidade, Moscou parece interessada em garantir que os cidadãos não fujam para o dólar. Em vez disso, o CNY foi designado como uma alternativa.

Komersant informou que os bancos russos poderiam tentar reverter suas fortunas com depósitos em CNY. Ele observou que o VTB, um dos bancos mais atingidos pelas sanções americanas, começou a abrir contas de depósito na moeda chinesa hoje, oferecendo rendimentos anuais de 8%. O banco começou a oferecer serviços de depósito em CNY online e por meio de seu aplicativo.

As contas de poupança também foram oferecidas em filiais russas do Banco Industrial e Comercial da China (ICBC), estatal chinês. Este último permite que os russos abram contas com um valor mínimo de depósito de cerca de US$ 1,6, para depósitos de até três anos, e com taxas de juros anuais entre 0,9 e 2%.

Komersant acrescentou que o rublo “viveu uma das piores semanas de sua história”, com o dólar “subindo mais de 22 rublos para 105 rublos por dólar”.

O mercado, observou, agora estava sendo apoiado por pouco mais do que “restrições impostas aos investidores estrangeiros”, bem como aumentos das taxas de juros e exigências impostas à venda de moeda estrangeira para exportadores russos, que tendem a negociar em dólares.

As negociações do mercado de ações na Bolsa de Moscou foram suspensas depois que as ações caíram mais de um terço em fevereiro. De acordo com o Wall Street Journal, citando o banco central, o mercado de ações da Rússia permanecerá fechado na quarta-feira, mas as negociações em seu mercado de câmbio serão abertas às 10h, horário de Moscou. Acrescentou que os mercados monetários, que negociam empréstimos de curto prazo entre bancos e outras instituições financeiras, e o mercado de recompra, também serão abertos.

As sanções impostas ao país invasor estão se acumulando, informou hoje a Bloomberg, citando "vários diplomatas". Disse ainda que a União Europeia aprovou uma nova rodada de sanções contra o Fundo Nacional de Riqueza da Rússia, incluindo quatorze indivíduos ricos (entre eles alguns em cargos de alto escalão em várias empresas) e mais de 140 membros do alto escalão do Parlamento russo

"As medidas foram aprovadas pelos embaixadores da UE e serão adotadas pelo Conselho da UE em breve", disse, observando que medidas adicionais estão sendo consideradas pela UE e vários países separadamente, citando um tweet da representação francesa na UE.

De acordo com o tópico do Twitter, as medidas aprovadas também incluiriam três bancos bielorrussos - excluindo-os da rede de pagamentos internacionais SWIFT. 

Acrescentou que as medidas também “esclarecem a questão das criptomoedas e completam a lista de tecnologias e bens que não podem ser exportados”.

____

Leia Mais:

- EUA e Europa prometem impedir Russos de usar Criptomoedas para evitar Sanções

- Maiores Altas e Baixas desde o Início da Guerra na Ucrânia