Bitcoin e Ether corrigem lucros após aprovação de ETFs de Ethereum

Pedro Augusto
| 3 min read
Bitcoin e Ether corrigem lucros após aprovação de ETFs de Ethereum
Imagem: @_notWillyWonka

Na sexta-feira (24/05), o Bitcoin (BTC) e o Ether (ETH) apresentavam queda, ajustando os ganhos recentes após a aprovação, pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC), de fundos negociados em bolsa (ETFs) de Ether à vista.

Analistas apontam que a baixa se deve ao conhecido fenômeno de “comprar no boato e vender no fato”. Este descreve a valorização de um ativo com a expectativa de uma notícia positiva e subsequente queda após a confirmação dessa notícia. Neste momento, os investidores realizam os lucros obtidos.

No que se refere aos ETFs de Bitcoin à vista nas bolsas americanas, a véspera destacou-se por um saldo líquido positivo de US$ 107,9 milhões. O IBIT, gerido pela BlackRock, registrou um fluxo positivo de US$ 89 milhões, enquanto o GBTC, da Grayscale, marcou o segundo dia consecutivo de saldo negativo. No GBTC, os saques superaram os depósitos em US$ 13,7 milhões após sua transformação em ETF.

Movimentações recentes do Bitcoin e das principais criptomoedas


Por volta das 10h, horário de Brasília, o Bitcoin registrava uma queda de 2,2% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 67.503. Já o Ether, moeda digital da rede Ethereum, apresentava um recuo de 3,5%, cotado a US$ 3.713, de acordo com os dados do CoinGecko. Em termos de mercado brasileiro, o Bitcoin desvalorizou 2,53%, alcançando R$ 348.832. Acompanhando, o Ether teve uma queda de 3,23%, valendo R$ 19.244, segundo informações do Mercado Bitcoin.

Dentre outras criptomoedas, a Solana (SOL) caía 3,4% para US$ 166,94, o BNB (token da Binance Smart Chain) tinha uma baixa de 1% para US$ 597,57 e a Avalanche (AVAX) registrava uma perda de 3,9% para US$ 37,86.

Ayron Ferreira, analista da Honey Island Capital, comentou que a recente aprovação dos ETFs de Ether pela SEC foi uma surpresa, especialmente após a comissão solicitar a atualização dos formulários 19b-4 na última segunda-feira (20/05), um movimento que anteriormente parecia improvável. Ele ressaltou que a SEC parece ter mudado sua postura após pressão do mercado. Em suma, cinco representantes dos EUA pediram ao órgão que aplicasse os mesmos princípios usados nos ETFs de Bitcoin para os de Ether.

Ao contrário dos ETFs de Bitcoin, os fundos de Ether ainda aguardam a aprovação de seus documentos S-1. Dessa forma, ainda levará algum tempo para que comecem a ser negociados nas bolsas dos EUA. José Artur Ribeiro, CEO da Coinext, destacou a rapidez com que a SEC respondeu desde a última solicitação de informações adicionais, sugerindo que essa celeridade pode ser uma tentativa de evitar problemas de comunicação como os ocorridos na aprovação do primeiro ETF spot de Bitcoin.

Fed dos EUA agora tem um obstáculo a mais para sua CBDC


bitcoin

A política americana trouxe mais uma atualização relevante para o mercado de criptomoedas recentemente. A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou o “CBDC Anti-Surveillance State Act” com um resultado de 213 a 192 votos. A lei proíbe o Federal Reserve de emitir uma moeda digital diretamente para os indivíduos ou de utilizá-la em políticas monetárias sem a aprovação do Congresso.

Segundo informou Ferreira, essa medida tem o objetivo de proteger a privacidade dos cidadãos. A lei evitará uma vigilância financeira semelhante à que é realizada na China, e ainda permite moedas digitais privadas, como as stablecoins. No entanto, para se tornar efetiva, a lei ainda necessita de aprovação do Senado e do presidente.

Além disso, André Franco, chefe de análise do MB, destacou que a senadora republicana Cynthia Lummis mencionou que está sendo formado um “exército pró-cripto” no Congresso americano. Franco interpreta essa declaração como um sinal do compromisso dela em promover políticas favoráveis às criptomoedas e em defender a indústria de ativos digitais. Esse movimento é parte de um esforço mais amplo de lobby no mercado americano para educar os congressistas sobre a tecnologia blockchain e seu potencial.

Leia Mais: