Bitcoin negociado na faixa dos US$ 66 mil antes de decisão de juros nos EUA

Pedro Augusto
| 2 min read

bitcoin

Na véspera de importantes anúncios econômicos nos Estados Unidos, incluindo a decisão sobre a política monetária e a divulgação da inflação ao consumidor de maio, o Bitcoin aprofundou suas perdas nesta terça-feira (11/06). Os investidores do mercado de ativos digitais estavam atentos aos movimentos de recursos nos fundos negociados em bolsa (ETFs), que registraram saques líquidos no início desta semana.

O Bitcoin perdeu o patamar de US$ 69 mil e passou a ser cotado na faixa de US$ 66 mil durante as negociações na Ásia. Por outro lado, o Ether, moeda digital da rede Ethereum, voltou a atingir o nível de US$ 3,5 mil. Este é um patamar observado quando os ETFs da criptomoeda foram aprovados nos EUA, em meados de maio.

Investidores de longo prazo acumulam Bitcoin e Ethereum em meio à incerteza


André Franco, chefe de pesquisa do Mercado Bitcoin, observa que as criptomoedas estão sendo afetadas pela deterioração de outros ativos de risco antes da decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed).

Franco destaca que houve um acúmulo significativo de criptoativos, com 23 mil unidades de BTC retidas por investidores de longo prazo e um saldo líquido positivo de 188,5 mil ETH em staking. Entretanto, os ETFs apresentaram um fluxo líquido negativo de US$ 65 milhões.

Já Fernando Pereira, analista da Bitget, considera que o Bitcoin pode sofrer uma queda adicional se o Fed indicar uma continuação prolongada de aperto monetário, o que tende a ampliar a aversão ao risco, afetando as criptomoedas. Ele também comenta sobre o índice S&P 500, que mostra um padrão de cunha gráfica, indicando potenciais rupturas nos preços dos ativos.

Pereira ressalta que uma formação de cunha no S&P 500 com forte divergência no Índice de Força Relativa (IFR) pode sinalizar uma queda significativa no preço do Bitcoin, especialmente se houver mudanças na taxa de juros pelo Fed.

Bitcoin e Ether enfrentam quedas enquanto mercado aguarda novas decisões do Fed


Por volta das 10h, horário de Brasília, o Bitcoin registrava uma queda de 3% nas últimas 24 horas, cotado a US$ 67.163. Já o Ether apresentava uma desvalorização de 3,5%, cotado a US$ 3.539, segundo dados do CoinGecko. No entanto, no momento em que escrevo, o BTC já opera na faixa dos US$ 66 mil. O valor de mercado combinado de todas as criptomoedas do mundo era de US$ 2,58 trilhões.

Julio Andreoni, especialista em criptomoedas do Bitybank, comenta que flutuações significativas na inflação americana, para cima ou para baixo, podem causar volatilidade. Ele observa que isso está diretamente relacionado à capacidade de prever as ações do Federal Reserve (Fed) em relação aos cortes de juros neste ano.

Andreoni também destaca a importância de prestar atenção nas declarações de Jerome Powell, presidente do Fed, em sua entrevista após as decisões sobre os juros. Ele enfatiza a necessidade de acompanhar os discursos para entender se os membros do FOMC de fato reduzirão os juros em 2024. Por fim, este tem sido um fator influente no cenário de criptoativos durante este ano.

Leia Mais: