09 Jun 2022 · 2 min read

Bolsa brasileira de criptomoedas Foxbit é forçada a pagar o cliente em alegação 'perdida' do Ethereum

Fonte: Adobe/BillionPhotos.com

 

A Justiça brasileira ordenou que a bolsa de criptomoedas doméstica Foxbit e outra empresa relacionada a criptomoedas “reembolsassem” o cliente que “perdeu” quase US$ 3.000 em ethereum (ETH) em uma transferência em fevereiro de 2020.

O investidor afirma ter transferido as participações em ETH de uma carteira em uma grande plataforma de negociação internacional para uma conta Foxbit, informou a Globo – mas parece ter ocorrido um erro, com o cliente decidindo não usar a rede recomendada para a transferência.

A Foxbit alega que o cliente “escolheu fazer” sua “transferência de criptomoedas sem o uso de tecnologia de segurança comumente usada”, que alegou ter levado à “perda dos fundos”.

A empresa declarou:

“Neste caso, o consumidor optou por fazer a transferência de criptoativos de uma exchange internacional para a Foxbit sem utilizar a principal – e mais utilizada – rede blockchain, comumente utilizada, o que causou essa perda de fundos. A Foxbit vai recorrer da decisão.”

A Foxbit e outra empresa chamada B Fintech Serviços de Tecnologia – possivelmente a sócia doméstica da bolsa da qual o cliente estava tentando transferir suas moedas – foram multadas em cerca de US$ 3.000 por um tribunal civil na província do Rio Grande do Sul. No entanto, ambas as partes poderão recorrer do veredicto, se assim o desejarem, e o juiz rejeitou o pedido do cliente por “danos morais”.

A equipe jurídica da B Fintech foi citada afirmando que havia “possibilidade de recurso”, mas que a empresa não comentaria mais sobre o caso.

O cliente foi citado como declarando sobre a transferência com falha:

“Isso me causou preocupação e angústia. Se você transferir dinheiro de um banco para outro e o dinheiro não chegar, o banco é responsabilizado.”

O juiz presidente foi citado como tendo afirmado que o autor havia “provado” o fato de ter feito um “investimento com os réus” e também a “ausência de recebimento” dos tokens após a transferência.

No mês passado, a Foxbit assinou um acordo com a Gafisa, uma das quatro maiores empresas nacionais de construção residencial e imobiliária do Brasil. O acordo permitirá que os clientes da Gafisa paguem por imóveis usando suas participações em criptoativos.
____

 Leia mais: 

Blockchain Games: categoria mais forte em meio à desaceleração do mercado de criptomoedas

'Erro amador' de Wintermute leva à perda de 20 milhões de tokens Optimism