10 Mai 2022 · 4 min read

Bukele apresenta planos para cidade Bitcoin e 'compra na queda do BTC'

Após semanas de silêncio sobre todas as coisas relacionadas a bitcoin (BTC), o Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, foi ao Twitter para anunciar que seu governo comprou US$ 15,4 milhões em BTC – e também mostrou planos para a Bitcoin City. No entanto, vozes de oposição continuam a emitir alertas, com um ex-chefe do banco central criticando os planos de Bukele de financiar a construção da cidade com uma emissão de títulos de bitcoin.

Conforme relatado anteriormente, muitos observadores afirmaram que a emissão de títulos não ocorrerá, depois que o governo perdeu seu próprio prazo de meados de março. O governo refutou tais alegações. Durante grande parte do ano, no entanto, Bukele – geralmente muito ativo e vocal sobre todas as coisas relacionadas ao BTC – ficou em silêncio sobre assuntos relacionados ao bitcoin, em vez de twittar principalmente sobre a guerra de seu governo com as gangues de rua pandilla.

Isso tudo mudou nas últimas horas, quando Bukele anunciou que seu governo havia “comprado a queda” – comprando BTC 500 por um “preço médio de US$ 30.744”. Os preços do Bitcoin continuaram estagnados perto da marca de US$ 30.000, com apenas leves recuperações desde que o presidente tomou sua decisão. Às 7:14 UTC de terça-feira, está sendo negociado a US$ 32.094, queda de 5% em um dia e 16,5% em uma semana.

A compra significa que El Salvador tem reservas de bitcoin de mais de BTC 2.300 (US$ 73,8 milhões), embora nenhum registro oficial do governo detalhando as compras tenha sido feito – e os tweets de Bukele sobre o assunto são a única comunicação do governo sobre o assunto.

Bukele também postou uma série de imagens de um modelo 3-D dourado da cidade, que está sendo construído no sopé de um vulcão que atualmente está sendo usado para minerar BTC usando energia geotérmica.

Ele voltou para postar duas imagens renderizadas mostrando como seria a Bitcoin City concluída à noite, bem como o que parece ser uma plataforma de observação ou passarela perto do cume do vulcão.

Francis Pouliot, CEO da Bull Bitcoin, teve uma visão pessimista dos desenvolvimentos, opinando que era “absolutamente insano que algumas pessoas realmente acreditassem” que o projeto seguiria em frente.

Enquanto isso, Carlos Acevedo, ex-governador do banco central, o Banco Central de El Salvador, disse a um canal de TV salvadorenho que a “esperança” do governo de emitir os títulos “já está extinta”.

Segundo o ElSalvador.com, Acevedo apontou para uma conta de US$ 800 milhões que o governo enfrentará em janeiro do próximo ano, quando um título (convencional) expirar. Acevedo afirmou que um pacote de ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI) estava agora fora da mesa com “a porta fechada” para tal apoio.

E a espinhosa questão de equilibrar as contas poderia, afirmou o ex-presidente do banco central, deixar o governo sem outra escolha senão “reengenharia” das finanças públicas – e nacionalizar os fundos de pensão salvadorenhos.

Isso é “algo sobre o qual economistas e advogados alertam” há algum tempo, principalmente porque instituições como a Moody's ajustaram suas pontuações de crédito para baixo para El Salvador.

Na semana passada, a Moody's baixou a classificação de crédito do país de Caa1 para Caa3, e também alertou que havia a possibilidade de o estado usar a poupança pública “para obter liquidez” e lamentou “a falta de informação” sobre os planos de Bukele.

Acevedo também criticou Bukele e a “falta de transparência nos gastos públicos” de seu governo, alegando que isso alienou os órgãos internacionais. Ele também alegou que o BTC havia perdido até 50% de seu valor desde que atingiu os preços mais altos, alegando que isso prejudicaria ainda mais a economia salvadorenha.

____

Leia Mais:

Nova geração de investidores de criptomoedas assume a responsabilidade, diz investidor de tecnologia

2 em cada 10 pessoas em El Salvador ainda usam a aplicação Chivo Bitcoin do governo - Pesquisa