24 Nov 2022 · 22 min read

Criptomoedas mais rentáveis para investir agora

O mercado de criptomoedas, que atingiu o seu ápice em fins de novembro de 2021, não tem tido bom desempenho neste ano. Muitos dos principais ativos negociados nele acumulam fortes desvalorizações. 

Um exemplo é o Bitcoin, a criptomoeda de maior capitalização de mercado é, por longo tempo, uma das criptomoedas mais rentáveis. Sua cotação em dólares atual é pouco superior a um terço da de 31 de dezembro do último ano.

O cenário relativamente sombrio é agravado pela política de aumento de juros do banco central americano, pelas falências de grandes atores do mercado cripto, como Celsius e Voyager, plataformas de empréstimos de criptomoedas, da Three Arrows Capital, fundo de hedge que investiu grande soma de dinheiro em criptomoedas e, mais recentemente, da corretora FTX, além das expectativas de recessão nos Estados Unidos.

Apesar do ceticismo produzido pelo atual quadro do mercado, algumas criptomoedas parecem promissoras. Diante disso, neste artigo trataremos das que consideramos que serão, a médio prazo, as criptomoedas mais rentáveis.

As 10 criptomoedas mais rentáveis para investir esse ano

Considerando diversos fatores na análise, as criptomoedas mais rentáveis que trataremos neste artigo são:

  • Dash 2 Trade - Plataforma que oferece recursos aos traders 
  • IMPT - Projeto verde que facilita a compensação de carbono
  • Calvaria - Jogo cripto de cartas ao estilo TCG
  • Tamadoge - Memecoin com utilidade real
  • Battle Infinity - Jogo cripto de fantasy sports
  • BNB - Token da maior corretora de criptomoedas do mundo
  • Dogecoin - Principal memecoin em capitalização de mercado
  • Tether - Princial stable coin do mercado cripto
  • Gemini Dollar - Primeira stablecoin com aprovação regulatória nos EUA
  • Bitcoin - Primeira e principal criptomoeda até hoje

Um olhar mais atento sobre as criptomoedas mais rentáveis

Dash 2 Trade

Dash 2 Trade é uma plataforma em desenvolvimento que promete. Sua finalidade é fornecer informações e análises que ajudem os interessados em investir em criptomoedas. Alguns dos recursos estarão disponíveis gratuitamente, mas o acesso a outros será pago com o token da plataforma, o D2T.

O principal fator que faz do D2T uma das criptomoedas mais rentáveis é que ele entrega uma solução para um problema real, que é o de falta de apoio para os traders de criptomoedas, principalmente iniciantes. Assim sendo, caso tudo saia conforme o whitepaper do Dash 2 Trade, não é difícil imaginar que haverá muita demanda pelo seu token.

No momento, o D2T está em fase de pré-venda, a qual já arrecadou o equivalente a mais de US$ 6 milhões de dólares. O suprimento total dessa criptomoeda será limitado por um teto de 1 bilhão de tokens, 30% dos quais deverão ser distribuídos durante a pré-venda.

Entre os pontos fortes do D2T, estão os recursos prometidos para Dash 2 Trade, alguns dos quais inéditos, que podem atrair usuários e criar uma demanda pelo token. Também há que se considerar que a Learn 2 Trade, plataforma que desenvolve o Dash 2 Trade, possui mais de 70 mil usuários.

Isso pode dar ao novo empreendimento certa visibilidade inicial, apressando o crescimento de sua base de usuários. O Dash 2 Trade, aliás, já vai formando ao redor de si uma comunidade, de que fazem parte, por exemplo, mais de 41 mil seguidores no Twitter.

O D2T é um token do tipo ERC-20, baseado na rede Ethereum. Isso deve tornar mais fácil sua listagem em exchanges. Inclusive já foi fechado um acordo para negociação da moeda na LBank para depois da pré-venda.

Há também a considerar a existência de capital em busca de ativos promissores, que pode se dirigir ao D2T depois de sua listagem e, especialmente, depois do sucesso de sua plataforma, se isso acontecer.

A equipe do Dash 2 Trade inclui profissionais com experiência em áreas relevantes à atuação do empreendimento, como finanças e criptomoedas. Um artigo que o site Analytics Insights publicou em 21 de outubro, argumentou que é possível que, a médio prazo, o D2T tenha o seu valor multiplicado por 50.

IMPT token

A plataforma IMPT.io foi concebida para tornar mais simples e confiável o processo de aquisição e venda de créditos de carbono, os quais poderão ser adquiridos com o token da plataforma, o IMPT, que muitos analistas consideram ter potencial para ser uma das criptomoedas mais rentáveis nos próximos anos.

O comprador dos créditos, representados por tokens não-fungíveis, terá a opção de queimá-los para compensar suas atividades que tenham levado à emissão de gases causadores do efeito estufa, ou poderá listá-los para venda em um marketplace na plataforma.

Além de tornar mais acessível o mercado de créditos de carbono, IMPT.io tem como objetivo canalizar fundos para projetos que combatam a mudança climática, o que será feito não só com o dinheiro de investidores, mas também com a ajuda de marcas importantes que fecharam parcerias com a plataforma.

O token IMPT pode ser beneficiado pelo aumento do interesse em créditos de carbono e em negócios ESG, abordagem de investimentos que leva em conta os impactos de um ativo sobre várias dimensões sociais, inclusive a ambiental. Não seria de surpreender se uma das criptomoedas mais rentáveis for uma que seja bem avaliada segundo essa linha de pensamento.

Atualmente o IMPT encontra-se no segundo estágio de sua pré-venda, a qual até o momento arrecadou valor superior a US$ 12 milhões de dólares. Os contratos inteligentes do projeto passaram por auditoria da empresa Hacken, na qual foram aprovados.

Embora a existência do IMPT ainda esteja no começo, há considerável otimismo com relação a ele, em parte, devido a seus fundamentos, elogiados, por exemplo, em um artigo recente do NewsBTC, e, em parte, devido ao sucesso que a pré-venda vem alcançando.

À medida que novos recursos são adicionados à plataforma IMPT.io e novos acordos entre esta e empresas são anunciados, o valor de IMPT pode subir. Inclusive há estimativas de que o token pode repetir, de forma aproximada, a experiência do Tamadoge, que chegou a se valorizar mais de 1000% depois de uma pré-venda bem-sucedida e de sua primeira listagem em uma grande exchange. 

Tudo isso aumenta as chances de que o IMPT venha a ser uma das criptomoedas mais rentáveis para médio e longo prazo.

Calvaria

O RIA foi planejado para ser o token de utilidade de Calvaria: Duels of Eternity, um jogo de estratégia que está em desenvolvimento. Nele, os jogadores disputarão partidas uns com os outros e poderão ser recompensados por seu desempenho. É possível que este se torne um dos jogos de criptomoedas mais rentáveis.

As cartas usadas em Calvaria serão tokens não-fungíveis que representarão personagens do game e poderão ser negociados entre os participantes, que assim terão um mecanismo através do qual tenham chances de melhorar seus baralhos - consequentemente, sua competitividade - e/ou lucrar, o que aumenta as chances de que venha a ser um dos jogos de criptomoedas mais rentáveis.

Um dos atrativos do RIA deverá ser a possibilidade de colocar seus tokens em staking, depositando-os e recebendo juros pelo período durante o qual ficarão em staking. Além disso, ter uma quantidade mínima de RIA nessa situação será condição para participar de certas decisões relativas ao Calvaria.

A combinação de incentivos financeiros para jogar o Calvaria, a possibilidade de negociar cartas e o recurso de staking poderão favorecer o sucesso do game e promover a busca de seu token, o que faria do RIA uma das criptomoedas mais rentáveis.

Durante a fase de pré-venda deverão ser distribuídos 300 milhões de tokens RIA, 30% do suprimento total máximo da moeda. Devido a suas características e circunstâncias, é razoável supor que o RIA vá se tornar uma das criptomoedas mais rentáveis.

Tamadoge

Tamadoge (TAMA) foi criado para ser o token do tamaverse, um espaço virtual em desenvolvimento que combinará os conceitos de Metaverso e play-to-earn (quando há recompensas pelo desempenho dos jogadores). 

Nele, os participantes poderão criar e treinar bichos virtuais, que colocarão em competição. Os líderes do ranking ao fim de cada mês receberão prêmios. Segundo o site do projeto, novos recursos e possibilidades irão sendo acrescentados com o passar do tempo.

Com Tamadoge os jogadores poderão participar de jogos e comprar itens especiais em um petshop virtual. O token passou a ser listado em exchanges como OKX e LBank depois da conclusão de sua fase de pré-venda, na qual foram comprados mais de US$ 19 milhões de dólares em tokens em menos de 2 meses. Depois de sua listagem na OKX, o Tamadoge chegou a se valorizar mais de 1000%.

Um dos pontos interessantes do tamaverse é sua ambição, pois espera fornecer uma opção de metaverso, conceito em que vem trabalhando grandes empresas como a Meta (dona de redes sociais como Facebook e Instagram). 

Acrescente-se isso a experiência de cuidar de um bicho virtual e as possibilidades de ganhar dinheiro jogando. Tudo isso pode formar uma opção bastante atraente para os jogadores, criando demanda pelo token do Tamadoge e promovendo sua valorização.

A criptomoeda passou por auditoria da empresa alemã SolidProof para verificação de sua segurança digital, e foi aprovado. Também é digno de nota que uma grande e engajada comunidade tem se formado ao redor de Tamadoge, o que inclui os mais de 84 mil seguidores da conta oficial do projeto no Twitter, a qual oferece notícias sobre o token e avisos sobre como concorrer a prêmios.

Em artigo que o site Cryptonews publicou, Jimmy Aki defendeu a ideia de que o Tamadoge tem grande potencial para ser uma das criptomoedas mais rentáveis e, a médio prazo, talvez até superar a mais conhecida e bem-sucedida das memecoins (criptomoedas baseadas em alguma moeda ou piada, geralmente da internet), o Dogecoin.

Battle Infinity

Battle Infinity é uma plataforma de games de esportes que está em desenvolvimento. Segundo sua equipe, ela combinará o modelo play-to-earn, com recompensas por desempenho, blockchain, com um token de utilidade e itens representados por tokens não-fungíveis, e uma versão de metaverso, o que permitirá que os usuários realizem eventos, explorem o ambiente virtual e convivam uns com os outros.

O token da plataforma, o IBAT, será usado para que os jogadores possam disputar partidas e comprar personagens e objetos. Além disso, realizar staking com ele, recurso já disponível, renderá juros. Battle Infinity parece ser um dos melhores jogos metaverso em desenvolvimento.

Em menos de 25 dias de pré-venda, todos os tokens do IBAT colocados à disposição dos interessados foram adquiridos, produzindo uma arrecadação equivalente a pouco mais de US$ 5 milhões de dólares. O ativo, que tem potencial para ser uma das criptomoedas mais rentáveis, agora pode ser comprado em exchanges como PancakeSwap e MEXC Global.

Em outubro, o site Inside Bitcoins publicou um artigo de Prateek Arora afirmando que o Battle Infinity é um projeto com as vistas voltadas ao longo prazo, com fundamentos sólidos e bastante adaptável, características que podem contribuir para o sucesso de seu token, que pode vir a ser uma das criptomoedas mais rentáveis.

BNB

BNB (Binance Coin) é uma das maiores criptomoedas em capitalização de mercado. Trata-se do token da exchange Binance, que o desenvolveu para a rede de blockchain Binance Smart Chain. Entre as vantagens desta, estão os custos baixos e a fácilidade de usar. Nela, é possível executar contratos inteligentes e aplicativos descentralizados de finanças.

Entre os pontos fortes do BNB, que poderão fazer com que se torne uma das criptomoedas mais rentáveis, estão a ligação com uma empresa bastante conhecida, a facilidade com que a rede a que serve se presta a projetos de tokenização, considerado uma tendência do futuro, e o fato de que suprimento é limitado por um teto.

Além disso, periodicamente o suprimento é reduzido por queimas de tokens, diminuindo o risco de inflação descontrolada do ativo. Pelos usos que a rede a que serve pode ter e por suas características, o BNB pode continuar sendo uma das criptomoedas mais rentáveis, uma vez que já acumulou uma boa valorização nos últimos anos.

Dogecoin

Dogecoin é uma das criptomoedas mais conhecidas do mundo. Entre as memecoins, é a de maior capitalização de mercado e já foi promovido, de um jeito ou de outro, por personalidades como Elon Musk e Mark Cuban. 

Este último apontou a possibilidade de que o Dogecoin destaque-se como meio de pagamentos. Ele determinou que sua equipe de basquete, Dallas Mavericks, aceite a criptomoeda como pagamento por ingressos e outros produtos.

Lançado em dezembro de 2013, o Dogecoin pode ser minerado e usa um modelo de consenso proof-of-work. Ele foi inspirado pelo Doge meme, que combina a imagem de um cachorro da raça Shiba Inu e texto em inglês macarrônico.

Interessantemente, depois da concretização da passagem de controle do Twitter para Elon Musk, a cotação de Dogecoin disparou, acumulando alta de 100% em 5 dias. Segundo Matthew Dibb, um dos diretores da gestora de ativos Stach Funds, a ligação existente entre Musk e Dogecoin faz com que muitos especulem quanto ao futuro da moeda com base em tuítes do bilionário.

Resta ver se o Dogecoin, duramente atingido, como muitos ativos, pelo inverno cripto, conseguirá valorizar-se de forma mais consistente e se tornar uma das criptomoedas mais rentáveis. Se isso acontecer, poderá se tornar uma das moedas mais rentáveis para minerar.

Tether

Tether (USDT) é a stablecoin mais utilizada. Uma stablecoin é uma criptomoeda desenhada para que seu valor acompanhe um referencial externo, por exemplo, a cotação de uma moeda ou de uma commodity.

Como Tether busca acompanhar o valor do dólar e é relativamente fácil de movimentar, ele pode ser útil como meio de pagamento, também como meio de aquisição de criptomoedas. Além disso, empréstimos podem ser realizados com essa moeda, que podem ser remunerados com juros superiores a 20% ao ano.

Algumas polêmicas atingiram o Tether, como um processo movido contra a empresa que o controla, Tether Limited, e uma corretora de propriedade dela, a Bitfinex, devido à perda de fundos de investidores, os quais foram recompostos com recursos das reservas que servem de lastro à criptomoeda.

Aliás, as reservas, usualmente importantes para a preservação de valor de uma stablecoin, são motivo de dúvidas sobre Tether. Recentemente se revelou que uma proporção muito menor do que se pensava das reservas era composta de dinheiro e equivalentes. Uma parte muito maior delas é composta de outros tipos de ativos como títulos corporativos e empréstimos com garantias.

Apesar das polêmicas citadas acima, nem o valor de Tether se afastou muito do dólar nem a liderança dele entre as stablecoins foi abalada. Considerando a forte valorização do dólar frente ao real nos últimos anos, as possibilidades de negócios com Tether podem fazer dele uma das criptomoedas mais rentáveis, especialmente se o investidor souber usá-lo bem.

Gemini Dollar

Como o Tether, o Gemini Dollar, lançado em 2018, é uma stablecoin. Ele também busca manter paridade com o dólar. É possível ganhar dinheiro com ele provendo liquidez em mercados de finanças descentralizadas, negociando moedas e realizando staking em plataformas.

O Gemini Dollar é lastreado por ativos como obrigações do Tesouro dos EUA, fundos de mercado que investem em obrigações do Tesouro dos EUA e depósitos bancários. Segundo a Gemini, corretora que lançou a moeda, essas reservas são auditadas pela empresa BPM LLP. 

A moeda pode ser útil para uma estratégia de investimento. Por exemplo, pode servir de complemento ao Tether (sobre o qual pesam as dúvidas já mencionadas neste texto), para que os investimentos através de stablecoin não fiquem todos na mesma cesta.

Aliás, é importante destacar que a presença de stablecoins nesta lista cumpre exatamente a função de diversificação em uma carteira de investimentos equilibrada. Obviamente é improvável que moedas como Tether e Gemini Dollar multipliquem seu valor muitas vezes, entretanto, elas exercem papel importante de balancear sua carteira, especialmente em momentos de bear market como o atual.

Bitcoin

O Bitcoin foi atingido duramente pelo inverno cripto e sua cotação em dólares atual é cerca de um terço da que tinha no começo do ano. Apesar da forte desvalorização que acumula, continua sendo a criptomoeda mais conhecida e de maior capitalização de mercado.

Mas quando o mercado de criptomoedas se recuperar, o Bitcoin poderá ser uma das que mais se valorizarão. É bem provável que, devido ao tamanho de sua capitalização de mercado e de sua fama, fundos sejam investidos nele em maior quantidade e mais rapidamente do que nas outras criptomoedas. 

Neste caso, o Bitcoin será uma das criptomoedas mais rentáveis e, como pode ser minerado, talvez venha a ser, dependendo dos custos de mineração (energia, por exemplo), uma das criptomoedas mais rentáveis para minerar.

Como descobrir as criptomoedas mais rentáveis?

Criptomoedas são ativos considerados bastante voláteis. O melhor que se pode fazer é pesquisar com cuidado, analisar com senso crítico as informações recolhidas e pesá-las com cuidado antes da tomada das decisões de investimento. A seguir, trataremos de alguns pontos importantes a considerar na escolha de criptomoedas para investir.

Fundamentos e circunstâncias

Se o projeto em questão publicou um whitepaper (documento de apresentação e promoção de um produto), é uma boa ideia lê-lo, tentar entender os fundamentos apresentados e compará-los ao que está acontecendo na realidade. Também é útil procurar artigos relevantes em sites e outras fontes, principalmente as especializadas em notícias e análises relativas a criptomoedas, negócios e finanças.

É importante estar atento a fatores como a reputação do emissor da moeda e as circunstâncias econômicas, que podem afetar alguns criptoativos mais que outros e até desvalorizar praticamente todas as criptomoedas. Ademais, acompanhar os movimentos do mercado pode ajudar na identificação de tendências e de momentos em que elas podem estar a ponto de se modificar ou começar a fazê-lo.

Estratégia

É importante que o investidor tenha uma ideia geral do que pretende fazer e que veja sua carteira de investimentos como uma coisa única. Por exemplo, é necessário entender que algumas criptomoedas são melhores do que outras, mas que não existe uma melhor de todas. Portanto, se pensa em investir em determinada moeda em busca de valorização explosiva, é uma boa ideia incluir em seu portfólio outras para fazer staking ou empréstimos, equilibrando assim a volatilidade da sua carteira.

Os riscos e benefícios relacionados a uma estratégia podem depender do ativo empregado. Embora este tópico não explique exatamente uma forma de descobrir as criptomoedas mais rentáveis, é importante salientar que ao procurar por uma moeda, você deve saber qual função ela desempenhará em sua carteira, assim pode decidir se vale a pena estudar uma criptomoeda defi, ou de jogos, por exemplo.

Qual o melhor momento para comprar criptomoedas?

Criptomoedas são investimentos de renda variável e de um tipo considerado especialmente volátil, com cotações difíceis de prever. Contudo, alguns padrões repetem-se com certa frequência e talvez o investidor consciente da existência deles consiga explorá-los.

Segundo o Corporate Finance Institute, o mercado de criptomoedas costuma ser mais ativo durante o período de expediente (principalmente americano, a não ser que se trate de algum ativo isolado deste ou em que americanos não invistam). Os preços costumam ser mais baixos na segunda-feira, ir subindo ao longo da semana e cair no fim-de-semana.

As notícias também podem ajudar o investidor a identificar o melhor momento para comprar quais criptomoedas. Vale a pena, também, reiterar o conselho para observar o movimento cíclico do mercado e entender que uma abordagem vencedora, principalmente a longo prazo, geralmente requer uma abordagem anticíclica.

Análises publicadas podem ajudar a distinguir, por exemplo, um movimento de subida (ou queda) de cotação por causa de especulação de uma com bases mais sólidas e que vá ser mais duradoura, ou ainda diferenciar uma alta que tem boas chances de continuar de uma que vá ser detida ou revertida pela realização de lucros ou pelo esclarecimento de rumores.

Além disso, o melhor momento para comprar (ou vender) criptomoedas poderá depender da estratégia do investidor, de seus planos e de sua tolerância ao risco, cujas consequências práticas ele deve sempre avaliar por conta própria.

Conclusão

Neste texto, procuramos identificar ativos que tenham potencial para estar entre as criptomoedas mais rentáveis para comprar e/ou entre as criptomoedas mais rentáveis para minerar. Muitos dos ativos mencionadas neste texto ainda estão na fase de pré-venda, negociados a preços fixados pelos desenvolvedores delas.

Apesar da falta de dados sobre o desempenho destas como criptomoedas negociadas livremente, mostram-se bastante promissores, por exemplo, devido à rapidez com que estão sendo adquiridos por investidores.

Outros dos ativos citados são stablecoins com valor ligado ao dólar, comparados com o qual não devem se valorizar ou desvalorizar muito. Contudo, podem se valorizar ou se desvalorizar com relação ao real. Além disso, eles podem ser usados em operações como empréstimos ou staking, que têm potencial para render dinheiro mesmo que suas cotações não se elevem. 

É preciso, contudo, ficar atento ao risco de que não consigam manter suas paridades em relação ao dólar. Também foram mencionados ativos como Bitcoin, BNB e Dogecoin, que foram atingidos pelo inverno cripto, desvalorizando-se um pouco neste ano. Contudo, suas características (por exemplo, a ligação de BNB à Binance Smart Chain) sugerem que podem estar entre as criptomoedas mais rentáveis em certas condições, especialmente se o mercado de criptomoedas se recuperar.

Também apresentamos alguns fatores a ter em mente na tentativa de escolher as criptomoedas mais rentáveis e na escolha do melhor momento para comprar tais ativos. A análise dos fundamentos é o principal método para identificar se um projeto é bom, seguida de pesquisa detalhada dos responsáveis pelo ativo e da adoção de uma estratégia equilibrada, onde você deve diversificar seus investimentos em várias criptomoedas, cada uma com uma função definida em sua carteira.

FAQs

Todas as criptomoedas podem ser mineradas?

Não. Bitcoin e Dogecoin são exemplos de criptomoedas que podem ser mineradas. Outras, porém, como BNB e RIA são emitidos por seus desenvolvedores. O suprimento desse último tipo de moeda pode ser expandido livremente pelo emissor ou pode ser limitado (por tetos e/ou queimas de tokens).

É garantida a valorização dos ativos identificados neste artigo como potenciais criptomoedas mais rentáveis?

Não. Embora tenhamos procurado identificar neste texto criptomoedas promissoras, o desempenho desse tipo de ativo é difícil de prever e sujeito à influência de circunstâncias econômicas que podem mudar rapidamente.

Todas as stablecoins sempre conseguem manter seu valor?

Não. Stablecoins podem manter seu valor próximo do referencial usado graças a suas reservas ou a um algoritmo que controle sua oferta. Se as reservas não forem o bastante para regular a relação entre oferta e procura pelo ativo, ou se o algoritmo usado falhar em fazê-lo, uma stablecoin pode sofrer grandes variações de valor. Um exemplo é a stabelocoin Terra USD, que usava um algoritmo para preservar sua paridade aproximada com o dólar e entrou em colapso.