28 Jun 2022 · 2 min read

Fintech brasileira CloudWalk lança blockchain própria

Luis Silva é fundador e CEO da CloudWalk (Foto: Divulgação)

Apenas sete meses depois de a fintech brasileira CloudWalk, especializada em soluções de pagamento para pequenas e médias empresas, anunciar ter levantado US$ 150 milhões em uma nova rodada de investimento e alcançar o valor de mercado de US$ 2,15 bilhões, a empresa atingiu um novo feito: lançar sua própria blockchain, sistema que permite o funcionamento e a transação das criptomoedas.

O objetivo  é aumentar a escala do negócio. Com a rede própria já é possível realizar 500 transações por segundo — 70 vezes mais do que antes, quando estava baseada em redes blockchain como ethereum e polygon. E a meta para os próximos meses é alta: alcançar 5 mil transações por segundo.

Luis Silva, fundador e CEO da CloudWalk, quer fazer o dinheiro se mover na velocidade da luz. “A blockchain nos permite essa rapidez. Por exemplo, quando o lojista vende usando Visa e Master, ele demora até 1 dia para receber o dinheiro. Com blockchain e a nossa moeda, ele pode receber em até 2 segundos”, declara.

A moeda a que ele se refere é a stablecoin Brazilian Digital Real (BRLC), lançada em dezembro de 2021. A BRLC é oferecida como cashback para transações feitas na maquininha de pagamentos InfinitePay, da CloudWalk.

Conforme a startup, mais de 130 mil usuários já usam a Brazilian Digital Real. “Colocamos por volta de 50 mil usuários por mês nesta rede”, diz Silva.

O lançamento da blockchain é mais um passo da empresa em direção à descentralização e democratização ao acesso a serviços financeiros.

 “Acreditamos que a blockchain vai substituir todo o sistema financeiro no futuro”, afirma Silva. A rede própria será responsável por toda a infraestrutura de empréstimo inteligente oferecida aos clientes, armazenamento do dinheiro, autorização e liquidação das transações de pagamento. A intenção da CloudWalk é tornar o setor financeiro mais ágil e eficiente.

“Qualquer desenvolvedor consegue ir lá na nossa blockchain e criar aplicações. De maneira muito fácil outras companhias podem desenvolver soluções para os nossos clientes”, afirma o CEO.

A CloudWalk vem crescendo de forma acelerada. Em 2021, manteve uma média de crescimento de 240%, encerrando o ano com 506 mil clientes em mais de 5 mil cidades brasileiras. A presença de suas soluções em lojas saltou de 150 mil em novembro de 2020 para mais de 204 mil no fim de 2021. Em 2022, a meta é dobrar de tamanho. 

“A missão da companhia é criar uma rede de pagamentos global. Buscamos nos tornar a número 1 do Brasil nos próximos anos e depois expandir para EUA e Europa”, diz Silva.

-------

Leia mais:

Fundos Bitcoin registram as maiores saídas já registradas – CoinShares

XCarnival Hacker aceita recompensa de ETH 1.500