24 Set 2021 · 2 min read

Hoskinson da Cardano acaba de colocar seu nome em um centro de matemática após doação de US$ 20 milhões

Uma ala de matemática da Carnegie Mellon University em Pittsburgh, Pensilvânia, EUA, terá o nome de Charles Hoskinson, fundador da Cardano (ADA) e co-fundador da Ethereum (ETH ) - depois de doar US$ 20 milhões para o colégio, segundo o próprio fundador.

Hoskinson anunciou a notícia no Twitter, onde afirmou que o novo “centro permanente” seria denominado Centro Hoskinson de Matemática Formal e ajudaria a “reescrever a linguagem da matemática”. 

No entanto, até o momento da redação deste artigo, não havia anúncios sobre a parceria no site da Universidade e seus canais de mídia social. O Cryptonews.com entrou em contato com a universidade para comentar.

Em qualquer dos casos, embora muitos seguidores expressassem seu entusiasmo com a notícia, outros no espaço cripto não tinham tanta certeza.

Hoskinson e Input Output Hong Kong (IOHK), a empresa que ele co-fundou em 2015, já patrocinaram projetos de laboratórios de pesquisa de blockchain na Universidade de Edimburgo, na Escócia, no Instituto de Tecnologia de Tóquio no Japão e na Universidade de Wyoming nos EUA.

Enquanto isso, o chefe Cardano pode ter se colocado em posição de levar um ataque semântico pela sua rede depois de responder a uma discussão baseada no Twitter sobre contratos inteligentes. Ele concordou com 'KtorZ', um desenvolvedor que trabalha na rede Cardano, afirmando que "validadores programáveis" devem ser usados ​​"em vez de contratos inteligentes".

No Reddit, um usuário sugeriu que a razão para isso era o fato de que - ao contrário de redes como Ethereum - “o que o termo significa não funciona no Cardano”.

Um usuário um pouco mais cético opinou que Hoskinson "dá as cartas na criptografia hoje em dia", levando o último a "sentir que precisa falar sobre todos os problemas do espaço".

Falar sobre todos os problemas do espaço pode muito bem estar na agenda de Hoskinson, que declarou no início desta semana que “estaria em [Washington] DC se alguém quisesse encontrá-lo”.

Ele falará em um evento organizado pela Government Blockchain Association (GBA), descrito por seus idealizadores como um “seminário educacional para líderes governamentais e seus funcionários”.

O GBA diz que organizou o evento em uma tentativa de fazer emendas ao muito difamado Projeto de Infraestrutura, uma cláusula que busca classificar uma série de participantes de criptografia, como desenvolvedores, mineradores e operadores de nodes como “corretores”.

Em um comunicado à imprensa, o GBA escreveu que a viagem de Hoskinson a DC tinha como objetivo “educar legisladores, reguladores e administradores do governo”.

Os autores do comunicado de imprensa escreveram:

“O recente debate sobre o Projeto de Infraestrutura deixou duas coisas claras: o governo regulamentará as atividades do blockchain, mas eles não o entendem bem o suficiente para fazer um trabalho eficaz”.

O projeto foi programado para votação no Congresso em 27 de setembro, embora a mídia tenha informado que a Câmara provavelmente terá que esperar até o início do próximo mês para uma votação.

Um Redditor opinou sobre a jogada de Hoskinson:

“Ele é burro, louco e inteligente o suficiente para acreditar que pode mudar o mundo. E ele vai, seja bom ou ruim. Estamos aqui para isso.”