KuCoin faz Aposta de US$ 100 Milhões no Metaverso

O braço de investimento e pesquisa da exchange KuCoin, KuCoin Labs, lançou um fundo de US$ 100 milhões para apoiar projetos relacionados ao metaverso e promover os programas de educação sobre o metaverso, auxiliando o público - particularmente a geração mais jovem - a conhecer este novo conceito. 

Chamado de 'KuCoin Metaverse Fund', o investimento visa apoiar projetos em estágio inicial no metaverso, GameFi ('gaming' + 'DeFi' (finanças descentralizadas)), tokens não fungíveis (NFTs) e infraestrutura descentralizada.

"Como o próximo capítulo da Internet, o Metaverso está prestes a mudar a maneira como trabalhamos, nos conectamos, fazemos compras, divertimos e temos interações sociais", disse Johnny Lyu, CEO da KuCoin, em um anúncio.

O KuCoin Labs pretende fornecer suporte além de apenas financiamento, auxiliando projetos em termos de incubação, parcerias, branding, investimento e gestão de mercado e estratégia go-to-market. A equipe de pesquisa também visa promover a adoção da tecnologia blockchain, principalmente em mercados emergentes como África e América do Sul.

"O conceito de Metaverso permaneceu no nível teórico desde que foi proposto no século passado", disse Lou Yu, chefe do KuCoin Labs.

"Não foi até o nascimento do blockchain que o Metaverso se tornou o próximo destino de migração para a humanidade. Não há dúvida de que o Metaverso irá reverter nosso estilo de vida."

No final de setembro, a plataforma de mídia social Facebook anunciou um fundo de US$ 50 milhões para desenvolver o metaverso de forma "responsável". Um mês depois, a empresa mudou seu nome corporativo para Meta, refletindo suas sérias intenções na construção do metaverso. 

Espera-se que os gigantes da tecnologia sigam o Facebook no metaverso, e alguns já o fizeram. Satya Nadella, CEO da Microsoft, revelou no início deste mês que a empresa está "criando uma camada de plataforma inteiramente nova, que é o metaverso". 

Enquanto isso, os projetos de mundo virtual também estão explodindo em popularidade. Por exemplo, The Sandbox, um metaverso onde os jogadores "podem jogar, construir, possuir e monetizar suas experiências virtuais", arrecadou US$ 93 milhões em uma rodada de financiamento da Série B no início deste mês. O Sandbox tem como objetivo permitir que os jogadores explorem o metaverso no final deste mês.