Os melhores programas de compensação de carbono hoje

Hugo Benjamin Silva
| 9 min read
1

O problema das alterações climáticas está a ditar um novo tipo de investimentos ambiental nos mercados financeiros, e por isso já circulam ativos dos melhores programas de compensação de carbono. Estes ativos reúnem capitalização de mercado crescente e parecem poder estar a reunir investimento institucional para travar os impactos das alterações climáticas.

Neste artigo vamos indicar-lhe quais os melhores programas de compensação de carbono em que pode investir a partir de Portugal com pouco dinheiro. Se os investimentos verdes em empresas e projetos de futuro lhe interessam, este conjunto de iniciativas que vão indicar poderão estar entre as mais rentáveis a médio e longo prazo.

4 programas de compensação de carbono

Os melhores programas de compensação de carbono que listamos integram aqueles projetos que oferecem o melhor valor na redução das emissões de gases com efeitos de estufa para a atmosfera. Decidimos incluir os projetos mais inovadores e com maior impacto. Consideramos não só empresas do mercado bolsista e industriais, mas também projetos da blockchain.

São estes os melhores programas de compensação de carbono em que investir neste momento:

  1. EDP Renováveis – O grupo português de energia verde que está a retirar carbono da atmosfera
  2. Tesla – A gigante de automóveis elétricos de Elon Musk que quer parar com as emissões de gases da indústria automóvel
  3. Nextera – Gigante pioneira na emissão de créditos de carbono e geração de energia renovável
  4. Orizon – Gestão de resíduos para gerar energia limpa

Outro dado que devemos dar é que o top 5 de melhores empresas e projetos de compensação de carbono aderem aos princípios de ESG, ou seja, têm como pilares as questões do meio ambiente, sociais e de boa governança. Esses são pilares definidos pela organização das nações unidas para um mundo mais sustentável, pelo que elas podem ser consideradas como decisivas nessa criação de energia mais limpa e de um mundo mais sustentável.

Veja ainda por que investir em uma ICO, se quiser um ativo financeiro com alto potencial de crescimento.

Análise completa dos melhores programas de compensação de carbono

Passamos a descrever em maior detalhe o que diferencia cada um dos projetos e empresas de compensação de carbono que mencionamos no nosso top 5. Desde criptomoedas, à produção de energia, gestão de resíduos, e revolução em indústrias que costumavam ser altamente poluentes como a automóvel.

Veja o que a visão de líderes de empresas, a reformulação de negócios para contribuírem com impacto positivo no planeta e a vontade dos investidores de todo o mundo têm feito pelo tecido empresarial global mais responsável e consciente. Tudo sobre os melhores programas de compensação de carbono já de seguida.

2. EDP Renováveis – O grupo português de energia verde que está a retirar carbono da atmosfera

A EDP Renováveis é uma empresa subsidiária da companhia elétrica portuguesa EDP e detém uma das ações mais lucrativas do PSI-20 Português. Só entre 2020  e 2022, as ações da EDPR valorizara mais de 200%. Isso se deu após uma intensificação de iniciativas políticas e estratégicas dos Estados para descarbonizarem as suas economias e apostarem na soberania energética regional.

A EDP Renováveis aposta na produção, distribuição e comercialização de energia limpa renovável, incluindo de parques eólicos, de fontes solar, ondas, biomassa e hídrica. O seu valor de mercado está aumentando, atingindo já os 5 mil milhões de euros. Além disso, a a empresa opera internacionalmente: em diversos países europeus, nos EUA em países da América do Sul.

A EDP Renováveis poderá ser uma das beneficiárias de uma nova decisão geopolítica europeia de construir um gasoduto entre Portugal, Espanha e França. A proposta é um reforço das redes elétricas e com capacidade para abastecer o continente Europeu. Desta forma, a exportação de hidrogênio verde ou de eletricidade proveniente de fontes renováveis passa ter um mercado muito maior. Isso significa que as empresas e consumidores europeus poderão recorrer a energias limpas, apoiando assim um movimento energético com menos emissões de carbono. Ao passo que as ações da EDPR também tenderão a valorizar de forma parabólica caso este cenário se concretize mesmo no médio a longo prazo.

2. Tesla – A gigante de automóveis elétricos de Elon Musk que quer parar com as emissões de gases da indústria automóvel

A Tesla é a empresa que celebrizou Elon Musk, um dos líderes tecnológicos mais carismáticos do mundo. O bilionário é seguido atentamente por políticos e também a regulação europeia que quer implementar as boas práticas e ideias desta empresa para transformar o setor. Os automóveis movidos a motores de combustão já têm os dias contados na Europa, e a quota de mercado da Tesla no setor dos carros elétricos não pára de subir.

A Agência Para a Proteção Ambiental dos Estados Unidos estima que quase 75% da poluição de monóxido de carbono para a atmosfera resulta de carros a combustão. Este número é tão avassalador que uma empresa como a Tesla é mais que bem-vinda a uma nova ordem mundial. E ainda que a sua atividade industrial produza de qualquer maneira emissões poluentes, o objetivo de longo prazo é substituir carros poluentes por carros elétricos. Isso visa melhorar a qualidade do ar e ajudando a impedir um fenômeno ainda mais grave de aquecimento global.

A Tesla tem crescido exponencialmente nos mercados, com as suas ações TSLA a registarem entre 2020 e 2022 uma valorização superior a 1.200%. Este valor fabuloso é sintomático de uma vontade popular para uma mudança de paradigma na redução das emissões de carbono para a atmosfera, enriquecendo os seus investidores e travando a derrapagem climática em que já estamos com as alterações climáticas.

3. Nextera – Gigante pioneira na emissão de créditos de carbono e geração de energia renovável

A Nextera Energy é também uam empresa cotada em bolsa, com atividade relacionada com a produção, distribuição e comercialização de energia para fins industriais e clientes privados. A empresa explora praticamente todas as fontes, sendo que acrescenta a produção verde nuclear à eólica e solar. Mas também distribui energia a partir de combustíveis fósseis, carvão e gás natural.

Contudo, o modelo de negócios da Nextera está cada vez mais assente nas energias renováveis, associando a isso a possibilidade de emitir os seus próprios créditos de carbono com a geração de energia verde. É por isso uma das empresas que tem vindo a reinventar o seu modelo de negócio para acomodar as novas exigências de responsabilidade climática e a redução das emissões de carbono com este mecanismo de captação através de créditos.

Entre 2021 e 2022 as ações de Nextera, designados como NEXT34, tiveram também uma valorização surpreendente nos mercados, superior a 100%. Há por isso sinais positivos associados a mais esta empresa de produção de energia com enfoque no mercado brasileiro.

Se quiser comprar este ou outro ativo, considere inscrever-se numa das Exchanges de referência do mercado.

4. Orizon – Gestão de resíduos para gerar energia limpa

A Orizon é uma empresa brasileira que está a ser pioneira e a inspirar outras do setor energético, atuando na área do tratamento de resíduos ambientais para a geração de energia limpa, nomeadamente o biogás.

O crescimento médio anual de Orizon tem sido bastante interessante para investidores de perfil conservador e de longo prazo, sendo que entre 2017 e 2019 tem vindo a crescer a uma média de 23% ao ano. Mas veja-se o que aconteceu particularmente entre 2021 e 2022, com as ações a crescerem numa espiral de valorização superior a 120%, estando neste momento em picos de valorização. É por isso uma das empresas com maior contributo na redução de gases de efeito de estufa, de reciclagem, e de redução do impacto industrial da indústria com melhores perspetivas positivas do ponto de vista dos lucros aos acionistas.

Ela integra ainda o que designamos como empresas ESG, ou seja, que integram no seu modelo de negócios as preocupações ambientais, sociais e de governança. E é por isso que poderá ser uma das mais interessantes do mercado bolsista brasileiro para quem procura alternativas a ações ambientais de alto desempenho.

O que são programas de compensação de carbono?

Os programas de compensação de carbono por vezes resultam das iniciativas das próprias empresas e do seu modelo de negócios, que pode estar diretamente vocacionado com o cancelamento dos gases de efeito de estufa para a atmosfera. É esse o caso de empresas como a Tesla, que quer substituir os carros com motor de combustão por causas elétricos com baterias de lítio. Mas também podem ser empresas que indiretamente apoiam indústria através de energias renováveis ou emissão de créditos de carbono.

É por isso que no nosso top 5 fornecemos um portfólio de empresas muito diverso nas suas atividades, embora todas contribuam para travar as alterações climáticas. Vamos dar-lhe os exemplos principais do que fazem estas empresas a título de compensar as emissões de carbono.

  1. Edp Renováveis – Através da produção, distribuição e comercialização de energia renovável, é possível alimentar a indústria e o comércio através de fontes que não são nocivas para o meio ambiente.
  2. Tesla – Ao substituir carros com motor de combustão altamente poluentes por carros com baterias a lítio, esta empresa pode estar a dar o melhor contributo para compensar os gases de efeito de estufa numa indústria muito pesada para o clima.
  3. Nextera – É uma boa alternativa no campo das energias renováveis e da emissão de créditos de carbono, apoiando empresas que querem ser mais conscientes ambientalmente.
  4. Orizon – A empresa brasileira pioneira na reciclagem e gestão de resíduos para produzir energia limpa iniciou um movimento de reaproveitamento dos desperdícios que reduz as necessidades energéticas, e melhora a eficiência industrial e ambiental, das empresas.

Conclusão

Neste artigo, exploramos alguns dos melhores programas de compensação de carbono atualmente em vigor. Abordamos não só a rentabilidade expectável para estes projetos, mas também o impacto ambiental positivo e real que eles representam. Assim, investir em projetos de compensação de carbono é ambicionar a lucros rápidos mas também apoiar uma rede de compensação de emissões de carbono.

Perguntas frequentes

Vamos abordar de seguida algumas perguntas que costumam surgir sobre os melhores programas de compensação de carbono. Resolva assim também algumas das suas questões rapidamente.

Quais são os melhores programas de compensação de carbono?

São aqueles que têm impacto mais positivo a anular os gases com efeito de estufa. Estes gases que, até agora, têm sido altamente prejudiciais para o clima e que têm sido provocados por vários tipos de indústria. 

Quanto posso ganhar com os melhores programas de compensação de carbono?

Tudo depende da classe de ativos que procura: se criptomoedas, se ações, e de que setores. Mas também do momento em que compra e vende. Por exemplo, as criptomoedas são tipicamente as classes de ativos mais voláteis.  Esses tokens costumam crescer de forma mais acentuada entre a fase de pré-venda e depois a fase de lançamento ao público, chegando a até 10x.

Quais são as melhores empresas portuguesas energéticas em que investir, e onde investir?

Empresas de energia renovável como a EDP Renováveis estão entre as empresas de melhor desempenho em Portugal. Isso porque atuam em setores estratégicos da economia nacional e europeia. Além disso, elas exploram um mercado maduro de energias renováveis e de múltiplas fontes de produção. Por fim, existem esforços de política europeia para ampliar estes mercados a todo o bloco geográfico da Europa.

Corretoras como a eToro estão entre as mais recomendáveis, uma vez que têm custos baratos de entrada e permitem negociar estas e outras ações verdes, assim como criptoativos.

---------------------