Meta trabalha em uma carteira para o metaverso e testa NFTs

Fonte: AdobeStock / Romain TALON

 

A Meta, gigante de mídia social, está trabalhando em uma carteira para o metaverso enquanto a empresa está expandindo seu teste de NFTs e lançando novos recursos para criadores no Facebook e Instagram.

"Idealmente, você deve ser capaz de entrar em qualquer experiência do metaverso e tudo o que você comprou deve estar lá. Há um longo caminho para chegar lá, mas esse tipo de interoperabilidade proporcionará experiências muito melhores para as pessoas e maiores oportunidades para os criadores", disse hoje Mark Zuckerberg, CEO da Meta. Ele também anunciou que o Facebook Pay foi renomeado para Meta Pay.

De acordo com o CEO, “no futuro haverá todos os tipos de itens digitais que você pode querer criar ou comprar” e “prova de propriedade será importante, especialmente se você quiser levar alguns desses itens com você em diferentes serviços. "

A Meta também anunciou que está expandindo as maneiras pelas quais os criadores podem ganhar dinheiro no Facebook e no Instagram e estendendo seu compromisso de não cobrar taxas de assinaturas, crachás, eventos online pagos e boletim até 1º de janeiro de 2024.

A empresa acrescentou que seu teste de colecionáveis ​​digitais no Instagram agora estará disponível para mais criadores globais e "um punhado de países adicionais".

"Criadores e colecionadores poderão compartilhar seus colecionáveis ​​digitais no Facebook e Instagram depois que começarmos a lançar o recurso no Facebook com criadores selecionados dos EUA em uma data posterior. Em breve também começaremos a testar NFTs no Instagram Stories com SparkAR," eles adicionaram.

“A medida que construímos para o metaverso, investir em tecnologias web3 e colecionáveis ​​digitais como NFTs é uma parte crucial de nosso compromisso de longo prazo com os criadores”, disse a empresa.
____
Leia mais: 

Detentores de criptomoedas devem informar ao Tesouro espanhol suas operações

Em meio à desaceleração econômica da zona do Euro, Lagarde se preocupa com as criptomoedas e DeFi