Para CEO de Galaxy Digital, Bitcoin precisa de “novo motivo” para ultrapassar US$ 75 mil

Pedro Augusto
| 2 min read
Para CEO de Galaxy Digital, Bitcoin precisa de "novo motivo" para ultrapassar US$ 75 mil
Mike Novogratz, CEO da Galaxy Digital

O CEO da Galaxy Digital, empresa especializada em blockchain, Mike Novogratz, afirmou em entrevista à Bloomberg na terça-feira (14/05) que o Bitcoin (BTC) sempre precisa de uma nova narrativa para voltar a subir. Novogratz considera dois fatores principais: um evento macroeconômico e outro relacionado à adoção.

Novogratz explicou que até que haja um movimento nas taxas de curto prazo, tanto nos EUA quanto no exterior, ou mais clareza regulatória, o Bitcoin provavelmente continuará sendo negociado em uma faixa. Ele destacou que, após as eleições presidenciais, pode surgir uma maior clareza regulatória.

Segundo CEO, Bitcoin irá oscilar entre US$ 55 mil e US$ 75 mil


Sobre eventos que podem impulsionar o mercado do Bitcoin, segundo Novogratz, essa nova narrativa pode surgir de duas formas. Em suma, ou o banco central reduz as taxas de juros, ou os reguladores esclarecem as questões sobre as criptomoedas. Enquanto novos fatos não surgirem, a maior criptomoeda do mundo, o Bitcoin, passará por um longo período de inatividade.

Durante uma teleconferência de resultados da Galaxy Digital na terça-feira, Mike Novogratz afirmou que o mercado de criptomoedas está em uma fase de consolidação após um forte primeiro trimestre. Conforme a transcrição da reunião publicada pelo site Investing, o empresário acredita que o preço do Bitcoin oscilará entre US$ 55 mil e US$ 75 mil até que o próximo conjunto de eventos de mercado o leve a uma alta maior.

Bitcoin se estabiliza na faixa dos US$ 66 mil hoje


O Bitcoin (BTC) manteve sua trajetória de alta iniciada ontem após a divulgação do CPI nos Estados Unidos, que veio abaixo do esperado.

Por volta das 8h desta quinta-feira (16/05), a criptomoeda negociava a US$ 66.343, o melhor preço desde o final de abril. No entanto, às 10h, recuou para US$ 65.986. No acumulado da semana, o ativo digital apresenta ganhos de +4,7%.

Ontem, o Departamento do Trabalho dos EUA informou que a inflação ao consumidor subiu 0,3% em abril, comparado a 0,4% em março, abaixo da variação projetada pelo consenso LSEG. Reduzir o aumento generalizado dos preços de bens e serviços no país é o principal requisito para o início dos cortes de juros.

Segundo especialista, Bitcoin pode voltar a subir em breve

Israel Buzaym, especialista em cripto do Bitybank, destacou que um padrão ombro-cabeça-ombro se formou nas últimas semanas. Além disso, o Índice de Força Relativa (IFR) está próximo de 30, faixa que indica que o ativo está sobrevendido. Dessa forma, ele pode voltar a subir no período diário, sinalizando uma reversão da tendência de queda.

Buzaym vê o movimento recente como uma retomada do sentimento otimista em direção a novas altas históricas. Ele acredita que a próxima região de resistência é em US$ 67 mil e, superando esse nível, o mercado deve testar novamente a região de US$ 72 mil nas próximas semanas para avaliar o apetite dos investidores por novas máximas.

Leia Mais: