20 Set 2022 · 5 min read

Pré-venda de Copium Protocol é chance de investir em mineração cripto

Aviso: a seção Conversas do Mercado oferece análises de especialistas e não faz parte do conteúdo editorial do Cryptonews.com.

Um tema que tem conquistado espaço nos grupos de discussão da comunidade cripto é o mercado de mineração de criptomoedas. Dado como um processo caro e pouco inclusivo, há uma chance de democratização desse modelo de investimento através de plataformas como Copium Protocol, que está neste momento com pré-venda do token Copium Coin.

A equipe de Copium tem uma operação de mineração Bitcoin já instalada na Nova Zelândia. Com a campanha atual, a empresa pretende levantar capital para expandir as operações. Detentores de Copium Coin terão direito a participar dos lucros gerados pelas receitas da mineração. Isto se refletirá no preço do token, uma vez que parte do lucro será canalizado para a compra e queima de Copium Coin.

Chama-se mineração o processo de validar novas transações em blockchain

Imagine a blockchain como um enorme banco de dados público que registra o histórico de movimentações dos detentores e negociantes cripto. O processo de “cavar” - daí a relação com mineração - novos espaços nesse ambiente é o que garante o surgimento de novas criptomoedas.

Quem rege essa procura, extração e criação de um token são os algoritmos. Quanto mais extenso o protocolo, mais necessidade de uso de alta tecnologia. Mineração cripto exige aplicação de hardware de ponta e significa altos custos de energia.

Além do apelo de democratização do investimento em mineração cripto, Copium Protocol surge no mercado global com uma promessa de obtenção de renda passiva com criptomoedas. A plataforma neozelandesa está construída em torno de dois ativos principais - Copium Coin e Copium Protocol Investor Pass.

Para o investidor comum, Copium Protocol representa uma forma de investir em mineração de tokens que poderão ser recomprados pela própria plataforma. Especializada na construção de infraestrutura para investimentos em mineração descentralizada, Copium Protocol vai lançar uma coleção NFT para arrecadar mais capital e expandir a operação de mineração.

O objetivo do projeto é construir um ecossistema que permita aos detentores de NFTs de Copium Protocol Investor Pass e do token Copium Coin beneficiarem-se das atividades de mineração Bitcoin da empresa.

Dupla pré-venda de NFTs e token nativo

Esse é um momento importante para os investidores de mineração cripto, com a plataforma Copium Protocol não apenas a lançar uma coleção NFT, mas também a realizar uma pré-venda de Copium Coin.

Os operadores da plataforma explicam que uma parte da receita das operações de mineração cripto será usada para comprar de volta e queimar os tokens. Essa operação garante que haja uma pressão constante de compra sobre o preço da criptomoeda.

Copium Coin é um token nativo ERC-20 que alimenta o ecossistema. Copium Protocol Investor Pass é um passe NFT para investidores iniciais que vem com benefícios, recompensas e oportunidades exclusivas no mundo real.

A tokenomics do protocolo se baseia em um total de 1 bilhão de tokens, 10% alocados aos detentores de Copium Protocol Investor Pass, 7,3% para recompensa de apostas, 10% para os fundadores e 10% para o fundo de desenvolvimento. Além disso, 5% serão vendidos na pré-venda, 3% serão adicionados à liquidez e 0,7% serão alocados à equipe do projeto. A alocação dos 54% restantes dos tokens ainda não foi anunciada.

Compra e queima regular tokens garantem que Copium Coin seja deflacionária

Outro projeto confirmado nos planos de expansão de Copium Protocol é o lançamento de um programa de staking. Cripto staking é a operação de bloqueio de cripto ativos por um período de tempo como forma de contribuir para uma blockchain. Em troca, os stakers ganham recompensas, muitas vezes como airdrops de criptomoedas ou tokens adicionais.

Os investidores que aderirem ao programa de staking de Copium Protocol e que bloquearem seus tokens por mais tempo receberão um APR (annual interest rate) mais alto em sua participação.

Já os titulares de Copium Protocol Investor Pass, além de receberem uma alocação de Copium Coin em airdrops, também terão direito a benefícios. Por exemplo, cada investidor receberá 10.000 airdrops por NFT que possuir e poderá negociar esses tokens a taxas exclusivas.

Alguns vantagens do Copium Protocol Investor Pass:

  • Participar do programa de airdrop de Copium Coin.
  • Tarifas especiais ao negociar Copium Coin por períodos pré-definidos, com rendimentos mais altos do que os obtidos pelos stakers públicos.
  • Chance de acessar operação de staking em troca de ganhos diários de Copium Coin.
  • Taxa única inicial de staking de 38% por um período fechado de 36 meses. (É preciso ser ativado dentro de 30 dias após a cunhagem do Investor Pass.)

Como democratizar o investimento em mineração cripto

Para investir em mineração cripto por conta própria, é preciso, além de uma carteira digital, de um hardware específico. No caso de Bitcoin, os equipamentos são chamados de ASIC. Para o processo dar certo, é preciso dispor de vários deles. Para minerar criptomoedas PoS, como é o caso de Ethereum agora que a fusão foi concluída, é preciso também ter alguns tokens na carteira.

Em resumo, seja qual for o caminho da mineração cripto, esta é uma operação que exige máquinas potentes e caras.

Copium Protocol está centrado em torno da Copium Mining, uma empresa líder em mineração cripto sediada na Nova Zelândia. A pré-venda de Copium Coin, que será realizada por um período máximo de 60 dias antes da data oficial de lançamento da criptomoeda, representa uma chance de entrar no mercado de mineração sem dispor de tanto dinheiro.