Quais países têm a menor tributação para criptomoedas?

Pedro Augusto
| 3 min read

criptomoedas

O cenário tributário de criptomoedas é diversificado e dinâmico, com alguns países se destacando como receptivos para investidores e traders de criptoativos. Nações que adotam baixas taxas de impostos sobre criptomoedas colhem benefícios como aumento de investimentos, inovação e crescimento econômico, apresentando um argumento convincente para a adoção de políticas semelhantes em escala global.

Em contraste, há países com legislações tributárias mais rigorosas para criptomoedas, que podem reprimir o crescimento do mercado local e levar investidores a buscar ambientes mais favoráveis. Países com altos impostos geralmente enfrentam uma fuga de talentos e capital, o que pode ser prejudicial a longo prazo.

Avaliação das tributações de criptomoedas


Para investidores e empresas do setor, compreender o panorama tributário das criptomoedas é algo fundamental. Ao avaliar onde investir ou operar no setor de criptomoedas, deve-se considerar diversos fatores importantes. O principal é a taxa de imposto em si, que impacta diretamente o retorno sobre o investimento.

Alguns países isentam ganhos de capital de longo prazo, o que pode aumentar significativamente a rentabilidade. Adicionalmente, limites de isenção para rendimentos ou ganhos tributáveis também podem ser decisivos para pequenos comerciantes e investidores ocasionais.

No entanto, o ambiente regulatório é igualmente importante. Clareza e estabilidade nas regulamentações garantem que os investidores compreendam as regras e possam cumpri-las sem temer mudanças repentinas. Além disso, o grau de adoção de criptomoedas em um país indica normalmente o quanto seu ambiente é favorável à inovação e aos serviços financeiros impulsionados pela tecnologia.

Abaixo segue uma lista de países com as melhores políticas tributárias relacionadas a ativos digitais:

1. Alemanha

A Alemanha se destaca na Europa como sendo a referência para investidores de criptomoedas. Investimentos em criptoativos mantidos por mais de um ano são isentos de impostos sobre quaisquer lucros, o que incentiva uma cultura de investimento a longo prazo. Ganhos menores de € 600 também são livres de impostos, incentivando investidores ocasionais a participarem sem o peso da tributação. Mesmo na venda de Bitcoin dentro de um ano, o imposto sobre ganhos de capital só será aplicado se o valor for superior a 600 euros.

2. Portugal

Deslocando-se para o sudoeste, Portugal apresenta um ambiente fiscal favorável onde os ganhos com criptoativos são isentos de imposto de renda pessoal. Sobretudo, essa isenção se estende à negociação de criptomoedas, tornando o país um polo atrativo para day traders e empresas de cripto. Contudo, é importante mencionar que, em 2023, Portugal começou a aplicar um imposto de 28% sobre ganhos de curto prazo com criptoativos mantidos por menos de um ano. Em fevereiro de 2024, foi aprovada uma lei que obriga os detentores de criptoativos a declararem seus bens no imposto de renda anual.

3. Singapura

Na Ásia, Singapura se tornou algo como um centro de fintech ao não impor nenhum imposto sobre ganhos de capital em investimentos em criptoativos. Além disso, os tokens de pagamento digital são isentos do Imposto sobre Bens e Serviços (GST). A ausência de impostos específicos sobre transações de criptoativos reforça ainda mais seu status como um centro de inovação financeira.

4. Malta

Conhecida como a “Ilha Blockchain”, Malta trata transações de criptoativos de maneira similar ao day trading, mas oferece benefícios para posições de longo prazo. Seu quadro legal é adaptado às nuances da tecnologia blockchain e das criptomoedas, fornecendo uma base sólida para negócios e investidores. Em Malta, não há imposto sobre ganhos de capital a longo prazo para criptomoedas. No entanto, o país trata a negociação de criptomoedas como renda, tributada em até 35%.

5. Suíça

Por fim, a Suíça é conhecida não apenas por seus chocolates, mas também por suas políticas amigáveis às criptomoedas. Embora a riqueza em cripto e a renda sejam sujeitas ao imposto sobre o patrimônio, as taxas são baixas, e a negociação profissional pode ser isenta de impostos, fazendo do país um ponto de encontro para as finanças em cripto.

Leia Mais: