19 Out 2021 · 3 min read

'Scalpers' de Bitcoin Forçam Mudanças no App Chivo enquanto Críticas Continuam

O governo de El Salvador está sob escrutínio novamente por seu aplicativo e carteira Chivo Bitcoin (BTC) - depois que seus operadores congelaram temporariamente a visualização de preço no Chivo para evitar “cambistas.”

Em uma série de tweets na segunda-feira, a conta oficial do Chivo no Twitter explicou:

“Tivemos que desabilitar temporariamente a opção de ver os preços dos Bitcoins congelados por um minuto. Infelizmente, muitos de nossos usuários o usavam para scalping.”

Chivo explicou que alguns estavam usando as discrepâncias entre as taxas congeladas (de um minuto) no aplicativo e os preços em tempo real em outras exchanges de criptomoedas. Ele escreveu que os oportunistas estavam “aproveitando aquele minuto para comparar as taxas com outras exchanges, para ver se os preços do Bitcoin haviam subido ou diminuído” e negociando de acordo.

Negociar “com uma taxa congelada, comparando-a com as exchanges em tempo real é um tipo de 'fraude'”, escreveu Chivo.

O operador do aplicativo alegou que responderia abandonando o uso de taxas congeladas e reativaria "a exibição do preço do Bitcoin para quem deseja negociar e até mesmo fazer scalping", mas o fariam "em tempo real e não taxas congeladas - como tem que ser.”

“Ao fazer a mudança”, no entanto, “a opção de ver a taxa no momento da conversão continuará a ser desativada”, escreveu Chivo.

Embora o operador do aplicativo tenha alegado duas vezes que os "cambistas" cometeram "fraude" de negociação, ele apontou que esses indivíduos não fizeram nada ilegal e que seu comportamento era "legal".

Mas alguns usuários do Twitter se irritaram com as acusações de “fraude”, uma das quais foi excluída, relatou o El Diario de Hoy.

Um usuário reclamou, nas respostas aos tweets do aplicativo Chivo, que “40 dias após o lançamento, o aplicativo ainda não funciona” corretamente.

Outro irritou-se, perguntando:

“Onde na lei do bitcoin [de 7 de setembro] diz que 'scalping' é fraudulento ou criminoso? Isso é muito ruim."

No Reddit, um observador escreveu:

“Ter a capacidade de congelar o preço do Bitcoin no aplicativo - é claro que as pessoas vão usá-lo para ganhar dinheiro”.

Outro escreveu, com um toque de ironia, que a notícia foi um “choque”, já que o governo estava “tentando regulamentar algo que foi projetado para ser descentralizado”.

Enquanto isso, a agência de notícias EFE informou que 15 de seus pedidos de liberdade de informação ao Banco estatal de Desenvolvimento de El Salvador (Bandesal) foram recusados.

A agência de notícias pediu à Bandesal que revelasse dados sobre as operações realizadas em Bitcoin usando um fundo aprovado pelo parlamento. O fundo, denominado Fidebitcoin, foi criado no final de agosto com um valor inicial de US$ 150 milhões. Ele tem sido usado para comprar reservas de US$ e Bitcoin e fazer conversões entre as duas formas de moeda com curso legal.

E um bitcoiner americano detonou o app Chivo, também nas páginas do El Diario de Hoy. Garth Kiser (43), de Illinois, reclamou que o aplicativo não era adequado para o seu propósito e falhou com ele e seus amigos em El Salvador em mais de uma ocasião, acumulando taxas adicionais.

Ele afirmou:

“Não é bitcoin que não funciona. É o aplicativo.”

Há um mês, Kiser contou à agência de notícias AP uma história semelhante sobre suas experiências frustrantes com caixas eletrônicos Bitcoin Chivo. Em ambos os casos, embora os salvadorenhos precisem usar o Chivo para obter do governo um valor de US$ 30 em BTC, eles também podem usar qualquer outra carteira de BTC.