16 Jun 2022 · 2 min read

Uma em cada sete pessoas ricas agora possui 'ativos digitais', diz pesquisa

Fonte: Adobe/standret

 

Um novo relatório revela que grandes apostadores globais estão gastando mais dinheiro do que nunca em criptomoedas, o que se tornou “uma parte essencial” dos portfólios de investimentos dos indivíduos ricos.

A afirmação foi feita em um estudo de gestão de patrimônio da Capgemini, uma empresa de consultoria e serviços de TI com sede na França. A empresa afirmou que o número de High Net Worth Individuals (HNWIs) cresceu 7,8% em 2021, com 1,7 milhão de indivíduos em todo o mundo ingressando na categoria.

A “riqueza”, acrescentou a empresa, “aumentou em 8%” para US$ 6,4 trilhões no ano passado.

Como parte de sua pesquisa, a Capgemini explicou que conversou com “2.973 HNWIs em 24 principais mercados de riqueza na América do Norte, América Latina, Europa e Ásia-Pacífico” sobre seu comportamento de investimento e seu nível de “preferência por classes de ativos emergentes, como como ativos digitais.”

A empresa concluiu que “investimentos em ativos digitais” estavam “se tornando uma parte essencial dos portfólios de HNWI” – e observou que 71% dos entrevistados disseram já ter comprado “ativos digitais”.

Para HNWIs com menos de 40 anos, no entanto, o número foi de 91%.

“Além disso”, acrescentaram os autores do relatório, os HNWIs mais jovens disseram que “as criptomoedas são seu investimento favorito em ativos digitais”.

O mesmo grupo afirmou que os fundos negociados em bolsa (ETFs) e os investimentos relacionados ao metaverso também eram de interesse.

A empresa francesa observou que a popularidade dos ativos relacionados à tecnologia cripto e blockchain provavelmente chamaria a atenção das empresas de gestão de patrimônio, explicando:

“À medida que a adoção de ativos digitais (criptomoedas, ETFs, NFTs, produtos relacionados ao metaverso e moedas digitais) cresce, as empresas [de gestão de patrimônio] precisarão de recursos em torno de produtos e educação. Além disso, parcerias com ecossistemas serão necessárias para criar um portfólio diversificado de ofertas digitais.”

Os autores do relatório também acrescentaram que o aumento das “classes de ativos digitais” “aumentou a demanda por recursos educacionais” para os HNWIs “aprenderem e tomarem decisões mais informadas”.

Os autores citaram Joseph Gribb, diretor e chefe de assessoria de TI do consultor de investimentos americano Vanguard, afirmando:

“Quando a demanda por classes de ativos emergentes aumenta, as empresas devem oferecer consultoria de investimento com base na tolerância ao risco do cliente e fornecer experiências distintas em vários canais com base nas preferências do cliente.”

A Capgemini explicou que 30% dos HNWIs com quem conversou acumularam sua fortuna no setor de TI e pertenciam ao que chamaram de demografia de “riqueza tecnológica”.

____

Leia mais: 

Bitcoin e Ethereum recuam e Altcoins reduzem ganhos

Visa lança cartões 'Bitcoin Cashback' com parceiros no Brasil e Argentina