05 Out 2021 · 2 min read

Investimentos fluem do Ethereum para o Bitcoin conforme BTC se aproxima de US$ 50 mil

A semana passada terminou com uma "confiança crescente do investidor" no mercado de ativos digitais, com o Bitcoin (BTC) em particular se tornando um investimento mais favorecido às custas do Ethereum (ETH), de acordo com os dados da empresa de gerenciamento de criptoativos CoinShares.

De acordo com o relatório semanal da empresa sobre os fluxos de fundos de ativos digitais, que rastreia os fluxos de entrada e saída de fundos de ativos digitais regulamentados, o Bitcoin teve ingressos de US$ 69 milhões na semana passada. As entradas semanais marcaram a terceira semana consecutiva de fluxos positivos para o ativo, depois de ter sofrido "a mais longa sequência de saídas já registradas" no início deste ano, disse o relatório.

Enquanto isso, os fundos da ETH viram menos de um terço dos ingressos que o bitcoin teve, com US$ 20 milhões entrando na semana passada, de acordo com o relatório. 

Os fluxos mais fortes em Bitcoin levaram o ativo digital à maior participação de mercado, disse CoinShares, ao mesmo tempo em que observou que a participação de mercado da ethereum para os produtos de investimento cobertos caiu de um pico de 28% para 25% na semana passada.

Além disso, em uma semana, os fluxos para o BTC aumentaram 38%, enquanto os fluxos para a ETH caíram 45%.

Os fluxos de fundos monitorados pela CoinShares são frequentemente vistos como um proxy para o interesse institucional em diferentes ativos digitais, já que muitas instituições financeiras e investidores tradicionais preferem manter fundos regulamentados em vez do próprio ativo digital.

Em termos de outros ativos digitais, Binance Coin (BNB) e Polkadot (DOT) foram os únicos que viram saídas, cada uma perdendo US$ 0,8 milhão.

No total, os produtos de investimento em ativos digitais registraram ingressos de US$ 90 milhões na semana passada, tornando-se a sétima semana consecutiva de ingressos de fundos para o setor. No entanto, a CoinShares também observou que os volumes ainda permanecem relativamente baixos em um total de US$ 2,4 bilhões para a semana.

Os dados mais recentes de fluxos de fundos marcam uma mudança em relação às conclusões de um relatório do gigante dos bancos de investimento JP Morgan de duas semanas atrás. No relatório, o banco disse que os preços regulamentados do Bitcoin e dos futuros de Ethereum na Chicago Mercantile Exchange (CME) sugerem um crescente interesse institucional no Ethereum em detrimento do Bitcoin.

Enquanto isso, o preço do Bitcoin na segunda e terça-feira continuou a se fortalecer, uma vez que flertou com a marca psicologicamente importante de US$ 50.000 pela primeira vez desde o início de setembro. Às 09:50 UTC, o Bitcoin subiu 5% nas últimas 24 horas, para negociação a um preço de US$ 50.078. O Ethereum, por sua vez, subiu 2% para US$ 3.428 no mesmo período.