Os melhores fundos de investimento sustentável

Hugo Benjamin Silva
| 13 min read

Há produtos do tipo ETF que estão entre os melhores fundos de investimento sustentável para quem procura produtos estáveis. São ativos de longo prazo, e com rendimento regular e que tendencialmente valoriza. Além disso, com o advento das grandes indústrias de energia renovável e de produtos de grande consumo, as ações das empresas representam cada vez mais as oportunidades de lucro que os investidores mais desejam.

Neste artigo vamos indicar-lhe alguns dos melhores fundos de investimento sustentável. Eles terão em consideração não só as indústrias mais inovadoras do momento. Também os fundos que dão melhores garantias de ganhos consistentes ao longo de anos.

Melhores fundos de investimento sustentável

Para começar, vamos listar os melhores fundos do tipo ETF em que pode investir neste momento. Estes são os melhores fundos de investimento sustentável de acordo com critérios como:

  • Diversificação de produtos,
  • Relevância financeira e tecnológica das ações,
  • Inovação e perspetivas de crescimento exponencial das empresas representadas nestes fundos.

Veja os principais projetos: 

  1. SPDR S&P 500 SPG ETF – Top de empresas cotadas na bolsa americana com melhor desempenho sustentável.
  2. Vanguard FTSE Social Index Fund Admiral Shares – Fundo americano de grandes empresas tecnológicas com melhor investimento sustentável.
  3. Nuveen ESG Mid-Cap Growth ETF – Empresas digitais em maior expensão na internet.
  4. Calvert International Responsible Index Fund – Maiores empresas do retalho mundial com responsabilidade social.
  5. PAX Ellevate Global Women’s Leadership Fund – Conjunto de empresas socialmente responsáveis e que apoiam igualdade de género.
  6. iShares ESG Aware MSCI EM ETF – Empresas de mercados emergentes com preocupações ambientais.

Na listagem que fizemos, optámos por incluir os índices ETF do tipo ESG. Ou seja, que incluem empresas com impacto ambiental, social e de governança corporativa positivos. 

Análise completa dos melhores fundos de investimento sustentável

Os fundos do tipo ESG já têm provado ser especialmente  lucrativos em anos recentes. Com vários desses índices a capitalizar investimentos na ordem das dezenas de milhares de euros um pouco por todo o mundo. Particularmente os fundos focados em sustentabilidade têm ganho muita tração nos mercados. Cada vez mais investidores, fruto da identificação destes setores estratégicos como entre os de maior crescimento nos mercados.

A lista dos melhores fundos de investimento sustentável que identificámos representa as melhores empresas e projetos um pouco por todo o mundo. Com destaque para as sediadas nos Estados Unidos, Europa, e também em países emergentes asiáticos ou sul americanos.

Veja de seguida alguns detalhes sobre cada um destes setores de investimento e tome também as suas decisões sobre quais os melhores fundos e projetos em que investir.

1. SPDR S&P 500 SPG ETF – Top de empresas cotadas na bolsa americana com melhor desempenho sustentável

O índice ETF que segue as empresas sustentáveis do Standard & Poors 500, que inclui as empresas tecnológicas. Além disso, outras de alto desempenho da bolsa americana, é uma opção muito procurada no mercado acionista. Ao procurar por S&P 500 ESG, vai poder investir exclusivamente naquelas que têm preocupações ambientais. Com isso, exclui todas as empresas envolvidas no negócio de armas, extração mineira ou ligadas à indústria dos combustíveis fósseis.

E qual é a melhor notícia? É que este índice das melhores empresas americanas com preocupações ambientais teve melhor desempenho nos últimos 10 anos do que o índice clássico S&P 500.

As empresas que integram este índice não podem situar-se na base da classificação do Pacto Global das Nações Unidas, e é por isso que todas elas respeitam princípios base de sustentabilidade e respeito pelos seus empregados. O top 3 das empresas que integram este fundo são as grandes tecnológicas, a Apple, Microsoft e Amazon, o que em princípio garante um retorno médio interessante e a longo prazo.

2. Vanguard FTSE Social Index Fund Admiral Shares – Fundo americano de grandes empresas tecnológicas com melhor investimento sustentável

Entre os melhores fundos de investimento sustentável destacamos ainda este da Vanguard, que é relativamente recente e segue de perto as produtoras americanas da FTSE4Good. Há sete indústrias estão excluídas deste fundo, tentando também garantir a responsabilidade ambiente e social no seu modo de funcionamento. São elas as indústrias do álcool, tabaco, armas, combustíveis fósseis e outras que em princípio não cumprem com os objetivos do ataque às alterações climáticas.

Mais uma vez são seguidos os princípios do Pacto Global das Nações Unidas para a igualdade e da transição climática. Sendo que 31,80% das empresas representadas neste fundo são as grandes tecnológicas cuja responsabilidade ambiental é maior do que nas indústrias clássicas, ou seja, Apple, Microsoft e Amazon a ocuparem grande parte das ações deste fundo.

 

3. Nuveen ESG Mid-Cap Growth ETF – Empresas digitais em maior expensão na internet

Este fundo de ETF procura dar exposição aos seus investidores a empresas inovadoras americanas em rápida expansão, nomeadamente as do setor digital que têm igualmente preocupações de sustentabilidade e justiça  muito presentes nas suas políticas de negócio. O alto desempenho das empresas que integram este fundo é medido pelo indicador EPS, ou seja, rendimento por ação. Mas também o rendimento por ação histórico e o crescimento histórico de vendas das empresas.

Este ETF já não inclui as gigantes tecnológicas como a Apple ou Microsoft, tendo um foco no crescimento rápido e volátil. Assim, empresas como o Pinterest, Etsy ou GoDaddy integram a maior parte da exposição acionista deste fundo.

O fundo também segue de perto do índice das empresas de chamadas de capitalização média, o TIAA ESG, que inclui todas as empresas cujas classificações de sustentabilidade enquadram como baixas emissoras de carbono e que exclui outras empresas com atividades controversas.

4. Calvert International Responsible Index Fund – Maiores empresas do retalho mundial com responsabilidade social

Este fundo ESG só considera empresas altamente capitalizadas e grandes grupos económicos mundiais com atividade na Europa e continente asiático principalmente. Considerando as empresas aqui representadas do mercado japonês, elas são 18,5% do portfólio, já as do mercado inglês são 12%, as empresas francesas e suíças representam 8,5% cada.

Com mais de 800 ações a integrarem este fundo com preocupações ambientais e sociais, as empresas cujas ações têm maior exposição neste portfólio incluem a Taiwan Smiconductor Manufacturing, a Nestlé e a Roche.

Este fundo segue os princípios das empresas Calvert para identificar as que têm a metodologia ESG de sustentabilidade em foco. Limitando ao mesmo tempo a inclusão de empresas ligadas a combustíveis fósseis, álcool ou tabaco, testes em animais entre outras.

5. PAX Ellevate Global Women’s Leadership Fund – Conjunto de empresas socialmente responsáveis e que apoiam igualdade de género

O fundo da Pax Ellevate Global Women’s Leadership Fund é um fundo de sustentabilidade com uma causa muito particular que segue à risca: o de integrar empresas cujo foco é acelerar a igualdade e a integração de mulheres em lugares de topo nos vários empregos. Todas as empresas que estão neste fundo têm assim políticas de negócio que seguem à risca critérios de diversidade de género nas lideranças e cargos de topo, com igualdade de salários e políticas próprias de retenção, treino e contratação de mulheres.

Neste fundo vai encontrar 400 das maiores empresas em capitalização de mercado, incluindo a Microsoft e a Amazon, com peso especial das empresas tecnológicas.

6. iShares ESG Aware MSCI EM ETF – Empresas de mercados emergentes com preocupações ambientais

O último dos fundos ETF que destacamos é este que integra em particular as empresas de mercados emergentes, com foco particular na Ásia (China, Taiwan, Coreia do Sul, Índia), mas também a África do Sul, o Brasil e a Rússia.

O objetivo do fundo é produzir retorno acionista acima da média de outros produtos de longo prazo mais conservadores, enquanto mantém no seu portfólio as empresas com melhores classificações ESG.

As empresas financeiras são 23% do valor deste fundo, sendo que as empresas da área da tecnologia da informação representam 21%. Outros setores incluem as comunicações, ou materiais, ou setores do grande consumo.

O que é um fundo de investimento sustentável?

Os melhores fundos de investimento sustentável são também chamados de ETF e integram apenas empresas que estão classificadas como ESG. Ou seja, que têm no centro das suas preocupações de negócio critérios ambientais (Environmental), sociais (Social), e de governança corporativa responsável (Governance). Estes fundos habitualmente integram várias empresas do setor tecnológico, mas podem também ser empresas de outras naturezas, desde o grande consumo retalhista, às empresas exclusivamente digitais e emergentes, tudo é válido desde que garantam retornos consistentes e previsíveis aos seus acionistas e que tenham responsabilidade ambiental.

Estes fundos têm a vantagem de permitir deter ações de um conjunto de centenas de empresas com rendimentos estáveis com apenas uma participação. É como se estivesse a comprar participações de portfólios com bom desempenho anual – que pode ir dos 5% aos 10%, por exemplo – mas detendo apenas um producto financeiro ETF.

Todas as empresas que integram estes ETF do tipo ESG seguem os princípios do Pacto Global da Organização das Nações Unidas. Esta é uma iniciativa da ONU estabelecida em 2000 e que surgiu do Fórum de Davos (Fórum Económico Mundial).

O que o Pacto pede às empresas é que:
  • Elas adotem políticas de responsabilidade social, corporativa e de sustentabilidade.
  • Promovam um mercado global de produtos e serviços mais inclusivo e sustentável.
  • As empresas que se identifiquem com o pacto devem seguir dez princípios relacionados com direitos humanos e de trabalho, compromisso com o meio ambiente e transparência dentro das suas arquiteturas de negócio.
  • As empresas deverão adicionalmente ser subscritoras do Pacto com o preenchimento de uma carta de adesão, que é então enviada ao secretário-geral da ONU. Só assim elas podem ser consideradas como empresas ESG, o que lhes permite integrar os melhores fundos de investimento sustentável.

Se quiser investir em criptomoedas de fundos sustentáveis, tenha em atenção  que a União Europeia estabeleceu regulação para o setor, a entrar em vigor em breve.

Os fundos de investimento sustentável são uma boa ideia?

Os melhores fundos de investimento sustentável são uma forma de investir num portfólio de empresas conscientes e responsáveis em várias como direitos humanos e meio ambiente, sem ter de fazer uma gestão complicada desses ativos. Ao deter uma participação sobre um destes ETF, fica imediatamente exposto a centenas das melhores empresas que subscrevem o Pacto Global da ONU.

Além de que estas empresas dos fundos de investimento são frequentemente empresas tecnológicas ou de mercados emergentes que poderão dar retornos interessantes multi-anuais e previsíveis. Ou, dito de outro modo, pode constituir investimentos interessantes de longo prazo.

Destacamos os principais motivos por que poderá querer considerar investir nos melhores fundos de investimento sustentável do momento.

Motivo 1 para investir em fundos sustentáveis: dão retorno previsível de longo prazo

Os fundos ETF do tipo ESG têm habitualmente desempenhos bons multi-anuais, apesar de reagirem a condições desfavoráveis de mercado e terem períodos de forte correção.

Se olharmos por exemplo para os preços das ações do ETF iShares ESG, vemos que, desde a sua exposição aos mercados em dezembro de 2016, os preços nunca deixaram de crescer até 2022. Em dezembro de 2016 uma ação valia cerca de $49 USD, e em 2021 e 2022 chegou a máximos de $108 USD. Seguiu-se uma forte correção ao longo de vários meses em 2022, fruto da guerra das energias e da desestabilização geopolítica com a guerra na Ucrânia, mas o sentimento de valorização dos fundos continua a ser positivo.

Numa altura em que wallstreet apoia corretora com taxas baixas, e em que há entusiasmo relativamente a projetos verdes, cripto, poderá também ser um momento para considerar alguns tokens disruptivos.

Motivo 2 para investir em fundos sustentáveis: ganhos de longo prazo e apoio à causa ambiental

Um dos motivos mais óbvios para investir em fundos sustentáveis é o facto de poder ganhar dinheiro enquanto apoia comércio global mais justo e amigo do ambiente.

Investir em ações de empresas que são subscritoras do pacto global da ONU significa habitualmente que vai querer investir a longo prazo, dada a baixa volatilidade dessas ações, mas também maior previsibilidade do seu desempenho e constantes ganhos de capitalização de mercado. Além disso, estará a apoiar políticas de emprego, de negócio, e de atividade industrial mais justas, inclusivas e com preocupações do ponto de vista ambiental. Será um win-win, se pensar que aliado ao lucro poderá estar a financiar um mundo melhor.

Motivo 3 para investir em fundos sustentáveis: é fácil de investir e não terá de gerir portfólios complexos

Com o advento das Exchange e das corretoras exclusivamente online, qualquer pessoa passou a poder investir em ativos tradicionalmente vedados a pessoas com menos capacidade financeira ou rendimentos. Mas isso mudou, sendo que hoje há uma série de corretoras com custos negociação muito baixos, requisitos de depósito que podem ser tão baixos como 20€ ou 50€, e também permitindo comprar participações em ETF sem se preocupar com a gestão desses portfólios.

Um ETF normal pode conter entre 100 a 300 empresas lá representadas, e isso é o número de empresas a que uma participação sua estará exposta. Claro que não terá de gerir cada uma individualmente, ficando apenas com uma simples participação em carteira desse fundo, que poderá vender quando quiser. E os eventuais ganhos serão os resultados compostos do conjunto dessas empresas no mercado financeiro.

Motivo 4 para investir em fundos sustentáveis: estará a apoiar uma nova forma de fazer negócios

Há boas razões do ponto de vista do lucro para investir em ETF com preocupações de sustentabilidade. Em primeiro lugar porque muitas das empresas desses ETF são gigantes tecnológicas ou empresas inovadoras do setor digital, que dão algumas perspetivas positivas de crescimento acelerado de longo prazo que vai a par com a sua enorme capacidade de inovação. Assim, são ativos que se podem chamar de “à prova do futuro”, já que são elas próprias a ditar tendências, a inventar novos produtos e serviços, ao passo que têm no centro das suas preocupações critérios de sustentabilidade e igualdade.

Os investidores que tenham no seu portfólio participações de ETF ECG estarão assim a capitalizar – a dar mais força – a um conjunto de empresas que seguem as melhores práticas de negócio e também de responsabilidade social, seguindo os princípios do Pacto Global da ONU. E por isso, estes serão investidores que estarão a encorajar outras empresas a seguirem as mesmas pisadas.

Conclusão

Neste artigo explorámos os melhores fundos de investimento sustentável de acordo com os critérios do Pacto Global da ONU, mas também do desempenho positivo de que são capazes no longo prazo. Abordámos em particular os fundos do setor das tecnológicas americanas, mas também de alguns setores emergentes do Japão, restante continente asiático ou sul-americano.

Os ETF do tipo ECG podem ser uma boa ideia para os investidores que procuram apoiar as empresas com melhores práticas de negócio do ponto de vista da sustentabilidade, sem descurar os lucros de longo prazo. Também poderão querer considerar ativos mais voláteis do tipo cripto, que estão numa fase inicial de lançamento e que têm habitualmente perspetivas de crescimento ainda mais acelerado do que a média de mercado.

Perguntas Frequentes

Quais são os melhores fundos de investimento sustentável?

Os fundos ETF do tipo ECG são os que incluem empresas subscritoras do Pacto Global da ONU. Ou seja, são aquelas que seguem princípios de inclusão, sustentabilidade e comércio justo na sua forma de fazer negócio.

Existe uma panóplia de fundos disponíveis atualmente, desde o S&P 500 ECG, até à área das criptomoedas com o projeto ambiental.

Qual o investimento mínimo nos melhores fundos de investimento sustentável?

Esse valor é variável consoante as corretoras a que se decida juntar. Mas pode ser, por exemplo, de 20€. Deverá ainda consultar os métodos de pagamento disponíveis e as comissões ou taxas a aplicar em cada corretora.

Que rendimento posso retirar de fundos sustentáveis?

Os fundos ETF de tipo ECG têm rendimentos anuais variáveis, e que também dependem do momento económico-financeiro ou geopolítico global. Mas valores na ordem dos 5% ou 10% ao ano não são incomuns. Esse rendimento pode disparar no curto a médio prazo se considerar criptomoedas.

Quais as vantagens de investir nos melhores fundos de investimento sustentável?

Há várias vantagens, incluindo:

  • São fundos preocupados com a coesão social, justiça no trabalho e meio ambiente, pelo que estará a apoiar o negócio destas empresas com os seus investimentos.
  • Normalmente integram empresas inovadoras e tecnológicas, que podem ter melhor desempenho do que outras empresas tradicionais das várias economias globais.
  • São fundos para investimentos de longo prazo, tendo já demonstrado que é possível obter rendimentos consistentes e multi-anuais com estas aplicações financeiras.