24 Set 2021 · 3 min read

À medida que o mercado de derivativos cripto cresce, os analistas avaliam seu impacto sobre os preços

O mercado de derivativos de criptografia - como a negociação de futuros perpétuos e contratos de opções - tem apresentado forte crescimento nos últimos anos. Mas isso é um desenvolvimento saudável para o espaço de cripto ativos ou há algum motivo para preocupação? 

A prevalência de derivativos de criptomoedas é algo que mais uma vez veio à tona após uma correção do mercado neste mês. A culpa foi rapidamente atribuída aos traders de derivativos superalavancados, dada a enorme quantidade de liquidações vistas em questão de poucas horas.

Entre os muitos na comunidade que levantaram o problema estava o popular analista da rede Bitcoin (BTC) Willy Woo, que opinou que a correção foi "causada pela desalavancagem". Ele acrescentou que, assim como durante a liquidação relacionada ao crash COVID, “os derivativos reagiram de maneira exagerada” e disse que o mercado pareceu ter ficado “barato”.

Mas Willy Woo não é o único que levantou a questão dos derivativos em mercados de criptomoedas ao longo dos anos.

Chamado para comentar como os membros da indústria veem a proliferação de negociações de futuros e opções no mercado de criptografia, Luuk Strijers, Diretor Comercial (CCO) da exchange de derivativos Deribit, disse ao Cryptonews.com que embora a atividade do mercado à vista continue sendo "muito importante para determinar a direção de qualquer movimento”, a atividade no mercado de derivativos “freqüentemente determina a magnitude” do movimento. 

“[...] a alavancagem e o uso de derivativos como um todo amplificam os movimentos do subjacente”, disse Strijers, ao mesmo tempo em que observou que “isso afeta as duas direções”, conforme visto durante a correção do mercado em setembro.

“Tal queda ou correção saudável causa liquidações, novamente amplificando o movimento descendente, causando um efeito em cascata”, acrescentou o CCO.

E embora pareça plausível que os derivativos possam muitas vezes exacerbar os movimentos de preços no mercado à vista, alguns analistas também afirmam que eles podem de fato determinar as tendências do mercado. 

“Derivativos com grandes volumes geralmente ditam as tendências do mercado”, disse Hunain Naseer, analista sênior da OKEx Insights, sugerindo que os negociantes de derivativos com grandes bolsos podem de fato movimentar os mercados. 

No entanto, o analista também acrescentou que a negociação à vista em grande escala “pode obviamente” também ter um impacto e que, em última análise, é “um ciclo de feedback” entre à vista e derivativos que impulsiona os preços de mercado.

Com sua aura de complexidade e sofisticação, os derivativos são uma parte do mercado que desperta os sentimentos de alguns dos mais ferrenhos defensores do BTC e das criptomoedas. E com o costume original do BTC sendo “dinheiro não censurável” e “não são suas chaves, não é seu Bitcoin”, faz sentido que a proliferação de derivativos no mercado de criptografia levante suspeitas.

Por exemplo, uma acusação comumente ouvida entre outro grupo de investidores não ortodoxos, ou seja, ouro e prata, é que os “mercados de papel” para metais preciosos manipulam artificialmente o preço do metal físico. Quantidades “ilimitadas” de contratos futuros podem ser produzidas, diz-se, apesar da oferta de metal físico ser escassa, o que deveria supostamente justificar preços mais altos. 

E embora seja verdade que os contratos futuros existem em quantidades ilimitadas, enquanto o ativo subjacente não, este conceito não é exclusivo para os mercados de metais preciosos. Na verdade, todos os mercados de commodities são negociados da mesma maneira, com apenas uma pequena fração dos participantes do mercado pretendendo receber a entrega física da commodity.

Não é de surpreender que a noção de que os derivativos manipulam os preços dos ativos subjacentes tenha repercutido em partes da comunidade cripto.

Por exemplo, os observadores apontaram para o fato de que o preço do Bitcoin atingiu o pico em 2017 no mesmo dia que a Chicago Mercantile Exchange (CME) listou os primeiros contratos futuros regulamentados com base na criptomoeda, que até mesmo o Federal Reserve de São Francisco em um artigo de pesquisa disse "não parece ser uma coincidência."

Para bitcoin e outros cripto ativos, no entanto, a situação ainda difere por se tratar de uma nova classe de ativos, onde apenas existia um mercado à vista “físico” até há relativamente pouco tempo. Os participantes do mercado, portanto, terão que esperar e ver como os dois segmentos do mercado de criptomoedas se desenvolverão e, por fim, coexistirão entre si.