19 Out 2021 · 1 min read

Primeiro ETF de Bitcoin é lançado, Futuros na CME operam em Alta

O primeiro fundo negociado em bolsa (ETF) lastreado em contratos futuros de Bitcoin (BTC) foi ao ar hoje na bolsa NYSE Arca. E a julgar pelos primeiros minutos de negociação, o novo ETF recebeu uma recepção calorosa do mercado.

Lançado pelo emissor de ETF ProShares, o ETF com o ticker BITO entrou no ar hoje às 09:30 EDT (13:30 UTC), com representantes da ProShares tocando o sino de abertura na Bolsa de Valores de Nova York.

Com a abertura do mercado, o preço do ETF disparou imediatamente, subindo quase 1,4% nos primeiros cinco minutos de negociação. A primeira negociação registrada para o ETF foi feita ao preço de US$ 40,99 por ação, com o preço subindo acima de US$ 42 antes de reverter para o lado negativo.

Vale a pena notar também que os contratos futuros de Bitcoin negociados na Chicago Mercantile Exchange (CME) negociaram em alta quase imediatamente após o lançamento do ETF, provavelmente como resultado da especulação de que o ETF se tornará um grande novo mercado comprador de futuros de Bitcoin.

Às 13:47 UTC, o contrato futuro de Bitcoin da CME com vencimento em outubro foi negociado a US$ 63.855, quase US$ 1.000 acima do preço à vista do Bitcoin na Binance. Na última hora, o mercado futuro subiu 3,3%, enquanto o preço à vista na Binance subiu apenas 1,7%.

O lançamento de um ETF de futuros de Bitcoin recebeu grande atenção nos últimos dias, com alguns analistas sugerindo que isso poderia alimentar os prêmios crescentes sobre os futuros de Bitcoin negociados no CME em relação aos preços à vista, conforme visto em exchanges cripto-nativas. Como resultado, o ETF despertou um interesse renovado no chamado comércio de base Bitcoin, onde os negociadores de arbitragem tiram vantagem da diferença de preço entre os mercados à vista e futuros de Bitcoin.