Com ETFs, R$ 1,5 trilhão em investimentos podem migrar para o Bitcoin, diz executivo do Itaú Asset

Killian A.
| 4 min read
Com ETFs, R$ 1,5 trilhão em investimentos podem migrar para o Bitcoin, diz executivo do Itaú Asset
Imagem: @_notWillyWonka

Após a tão esperada aprovação de ETFs de Bitcoin pela SEC, o mercado de criptomoedas tem se movimentado bastante. Isso abriu os caminhos para a adoção crescente do Bitcoin (BTC). Principalmente como uma classe de ativos regulamentada. Para surpresa de alguns investidores, ao invés de ter um aumento, o preço do Bitcoin (BTC) despencou logo após a aprovação dos ETFs. Mas os investidores não deixaram de acreditar no potencial do BTC.

Segundo um executivo do Itaú Assets, essa aprovação tem capacidade de atrair mais de R$ 1,5 trilhão em investimentos à medida que o ativo entra em negociação no mercado.

Após queda de preços, investidores voltam a observar um aumento no preço do Bitcoin


Após a aprovação dos ETFs, o BTC sofreu algumas quedas. Mas, em seguida, os investidores observaram que o preço do Bitcoin voltou a ter um aumento. O BTC está sendo negociado a US$ 41678. Foi verificado um aumento de cerca de 0,55% na última terça-feira. Isso se deve, principalmente, ao entusiasmo da comunidade em antecipação ao próximo halving do Bitcoin.

Mas, no meio das especulações de preços, surgem dúvidas sobre se a redução pela metade do BTC desencadeará outro ciclo de hype, capaz de espelhar as tendências passadas.  Esta atividade recente sinaliza uma fase dinâmica para o Bitcoin, entrelaçando movimentos do mercado com previsões financeiras estratégicas.

No dia 16 de janeiro, o Bitcoin apresentou um aumento discreto de 0,76% para um valor de negociação de US$ 42.812. A análise de gráfico de 4 horas revela um ponto de pivô em US$ 43.220. Isso sugere uma conjuntura crítica para a criptomoeda. O Bitcoin enfrenta resistência imediata em US$ 44.384. Os níveis subsequentes estão em US$ 45.260 e US$ 47.060. O apoio, por outro lado, fica na casa dos US$ 41.472. Logo, seguido por US$ 40.570 e US$ 39.424.

Preço do Bitcoin no último ano. Fonte: CoinMarketCap

Investidores aguardam halving do BTC

Como os ETFs de Bitcoin à vista foram aprovados pela SEC nos Estados Unidos, os observadores do mercado estão procurando a próxima grande novidade. Algo que tenha potencial para impulsionar os avanços do mercado de criptomoedas.  Por isso, os investidores estão se concentrando no iminente evento de redução pela metade do Bitcoin.

Este evento, mais conhecido como halving, levará a uma diminuição no número de novos Bitcoins liberados para os mineradores. O halving também pode impactar nos preços das principais criptomoedas como um todo.

Como a proximidade do halving do Bitcoin movimenta o mercado de criptomoedas


Em breve ocorrerá o próximo halving, um dos eventos mais importantes para o Bitcoin. Com o halving, as recompensas pela mineração de BTC irão cair pela metade. Alguns especialistas, como Scaramucci, da SkyBridge, fizeram algumas previsões. Eles acreditam em um salto significativo no preço do Bitcoin. O potencial é de superar US$ 170.000 até 2025. Isso está relacionado com a grande demanda por ETFs e pelo próximo halving, previsto para acontecer em abril.

Conforme o referido especialista, isso pode levar o Bitcoin a atingir US$ 170.000 em 2025 se valer apenas US$ 45.000 no momento da redução pela metade.  Após o próximo halving do BTC, a recompensa do bloco cairá para 3,125. Depois que a rede extrai 210.000 blocos, a recompensa por bloco dada aos mineradores de Bitcoin pelo processamento de transações é reduzida pela metade. É isso que acontece a cada quatro anos,

O sistema de recompensas do BTC continuará a ser dessa forma possivelmente até o ano de 2140. É quando se espera atingir o limite de 21 milhões de moedas. O evento de redução pela metade marca a queda na taxa de novos Bitcoins produzidos à medida que se aproxima de seu fornecimento limitado.

Tendência de alta para preço do BTC

Após o halving, é provável que, a médio ou longo prazo, haja menos BTC disponível. Isso significa que o preço da criptomoeda pode ter uma tendência a aumentar. O evento também resultará em uma movimentação em todo o mercado.  Eventos anteriores de halving, ou seja, de redução pela metade do Bitcoin, costumam ser ligados a tendências positivas de preços. Mas, ainda há desacordo sobre se esses eventos serão realmente favoráveis.

Prevê-se que, como no passado, a redução pela metade, ou seja, uma oferta limitada de novas moedas que chegam ao mercado, tem o potencial de resultar em um aumento nos preços do Bitcoin. Isso com certeza deixa os investidores empolgados.

Leia mais: