Previsão do preço do Bitcoin à medida que a criptomoeda recupera o nível de US$ 50.000 – E outros destaques do dia

Pedro Augusto
| 6 min read

Previsão do preço do Bitcoin à medida que o BTC recupera do nível de US$ 50.000

Após a queda do preço do Bitcoin para a marca de US$ 50.000, a comunidade de criptomoedas acompanha atentamente sua recuperação para US$ 51.500 e adiante, embora com uma diminuição próxima de 1%.

Neste contexto, investidores e analistas estão avaliando a resiliência da moeda digital e as amplas implicações dos recentes desenvolvimentos na indústria.

Estes incluem incidentes notáveis como a apropriação indevida de Bitcoins por um policial australiano e os recordes de entradas em ETFs de Bitcoin, além da dificuldade da mineração atingir novos patamares antes do evento de halving do Bitcoin.

Esses fatores, em conjunto, definem o panorama para o futuro preço do Bitcoin e a dinâmica do mercado.

Policial australiano acusado de apropriação indevida de 81 Bitcoins em operação


Um incidente envolvendo um policial federal na Austrália acendeu o alerta sobre a segurança e a confiabilidade das transações com Bitcoin. A Comissão Nacional Anticorrupção acusou o oficial de remover sem autorização 81,62 Bitcoins, inicialmente avaliados em US$ 309.000, de uma carteira de hardware Trezor durante uma operação contra drogas.

O valor desses Bitcoins disparou desde então para US$ 4,2 milhões. Com o auxílio de softwares de rastreamento de criptomoedas, as autoridades conseguiram vincular o policial ao furto, destacando as vulnerabilidades existentes no ecossistema da moeda digital.

Esse caso traz à tona as implicações mais amplas para a dinâmica de mercado do Bitcoin, enfatizando a importância crítica de medidas de segurança rigorosas na indústria de criptomoedas. Embora o incidente não afete diretamente o valor intrínseco do Bitcoin, ele certamente lança uma sombra sobre a confiança dos investidores e pode influenciar a supervisão governamental.

Influxo recorde de US$ 2,2 bilhões em ETFs de Bitcoin destaca a crescente confiança dos investidores


Os ETFs de Bitcoin registraram entradas líquidas superiores a US$ 2,2 bilhões entre 12 e 16 de fevereiro. Isto os colocou no topo do ranking de recebimento de investimentos em comparação com todos os outros ETFs baseados nos EUA naquela semana.

A liderança foi do IBIT da BlackRock, que captou US$ 1,6 bilhão em entradas, representando metade do total de fluxos líquidos de ETFs da companhia. Na sequência, o FBTC da Fidelity atraiu US$ 648,5 milhões, enquanto ARKB e BITB obtiveram, respectivamente, US$ 405 milhões e US$ 232,1 milhões.

Apesar da tendência positiva, o GBTC da Grayscale enfrentou resgates de US$ 624 milhões, impactando o desempenho geral dos ETFs de Bitcoin. Contudo, as significativas entradas de recursos nos ETFs de Bitcoin são um testemunho da crescente confiança dos investidores na criptomoeda como uma classe de ativos viável.

A aprovação da SEC para esses ETFs foi essencial na recente valorização de 91% do preço do Bitcoin, destacando a influência do órgão regulador sobre a dinâmica do mercado.

Além disso, o crescente interesse institucional na custódia de criptoativos, evidenciado pelos pedidos de ajustes à SEC, sinaliza uma aceitação e adoção mais amplas das criptomoedas. Grandes instituições financeiras estão agora, mais do que nunca, interessadas em incluir criptomoedas em suas estratégias de gestão de ativos.

Dificuldade de mineração do Bitcoin atinge recorde de 80 trilhões antes do halving — Espera-se um impacto no mercado


Em um movimento sem precedentes, a dificuldade de mineração do Bitcoin ultrapassou a marca de 80 trilhões em 15 de fevereiro, preparando o terreno para um aumento esperado de 6%. Esse avanço elevou o nível de dificuldade para 81,73 trilhões até janeiro de 2023, junto com uma taxa de hash histórica de 562,81 EH/s. Especialistas preveem que a dificuldade pode em breve alcançar o limiar de 100 trilhões, exigindo mais poder computacional dos mineradores.

Este avanço antecede o tão esperado evento de halving do Bitcoin em abril, que reduzirá as recompensas de mineração de 6,25 BTC para 3,125 BTC. Analistas sugerem que, após o halving, até 20% da taxa de hash atual pode se tornar inviável, afetando potencialmente a estabilidade da rede.

As implicações do próximo halving na rentabilidade da mineração e na estabilidade da taxa de hash devem influenciar o valor de mercado do Bitcoin.

À medida que a dificuldade aumenta, indicando maior competição e requisitos de recursos mais elevados, alguns mineradores podem ser compelidos a vender suas reservas de Bitcoin para cobrir custos operacionais. Isso poderia levar a uma maior pressão de venda sobre o Bitcoin, afetando sua dinâmica de preços no curto prazo.

Previsão do preço do Bitcoin


No mercado do dia 18 de fevereiro, o Bitcoin (BTC) apresentou uma leve queda de 0,05%, cotado a US$ 51.582, indicando um ambiente de negociação relativamente estável.

O ponto de pivô do ativo, estabelecido em US$ 51.211, marca um ponto crítico, sinalizando a possibilidade de movimentações em ambas as direções.

Os níveis de resistência imediata são encontrados em US$ 52.740, US$ 53.943 e US$ 55.214, enquanto os níveis de suporte se consolidam em US$ 50.163, US$ 49.210 e US$ 47.781.

Os indicadores técnicos apresentam uma perspectiva detalhada. O Índice de Força Relativa (RSI), situado em 54, sugere um sentimento de mercado equilibrado. Por outro lado, o valor do MACD em 710, com uma linha de sinal em 4618, não indica uma tendência clara de direção, destacando a indecisão atual do mercado.

A Média Móvel Exponencial (EMA) de 50 dias, em US$ 50.040, reforça uma visão otimista para o Bitcoin, desde que os preços se mantenham acima deste nível. Essa configuração técnica sugere que o BTC tem potencial para valorização. Isso se conseguir se sustentar acima da EMA de 50 dias, com foco em testar os níveis de resistência imediatos.

Diante dessas dinâmicas, investidores e traders devem monitorar atentamente esses níveis técnicos e indicadores importantes para captar sinais da próxima movimentação do Bitcoin.

Bitcoin Minetrix se aproxima da meta de arrecadação — Entre logo antes que o preço aumente


Bitcoin Minetrix (BTCMTX), uma inovadora plataforma stake to mine baseada em Ethereum, está prestes a atingir sua meta de captação de recursos. As contribuições atuais já alcançaram US$ 11.093.628,83, aproximando-se da meta de US$ 11.850.888. Esse aumento no interesse dos investidores decorre da proposta única da plataforma.

  • Os usuários podem ganhar Bitcoin ao fazer staking de tokens BTCMTX, obtendo créditos de mineração para o poder de hashing do Bitcoin.
  • O modelo oferece uma dupla fonte de renda, combinando a mineração de Bitcoin com recompensas de staking de BTCMTX.
  • Destinado àqueles em busca de empreendimentos de mineração lucrativos, o Bitcoin Minetrix oferece uma plataforma acessível e intuitiva.

Com os tokens BTCMTX cotados atualmente a US$ 0,0135, espera-se um aumento no preço a qualquer momento. Investidores são incentivados a tomarem uma decisão logo. Afinal restam menos de 24 horas para garantir os tokens pelo preço atual através do site do Bitcoin Minetrix.

Por fim, à medida que o Bitcoin Minetrix se aproxima de seu lançamento, a plataforma promete revolucionar o ecossistema de mineração e staking. Por isso, não perca esta oportunidade de se juntar à iniciativa Bitcoin Minetrix antes do preço subir.

Visite Bitcoin Minetrix

Leia mais: