16 Set 2022 · 2 min read

ETFs de ativos digitais têm pior desempenho entre os fundos

Source: Bloomberg

Os Fundos Negociados em Bolsa (ETFs), que rastreiam ativos digitais e empresas no espaço, se tornaram os principais fundos de baixo desempenho este ano, já que os preços das criptomoedas caíram significativamente em relação ao pico no fim do ano passado.

De acordo com dados compilados pela Bloomberg, os três ETFs com pior desempenho listados nos EUA este ano eram todos fundos relacionados a criptomoedas. O primeiro lugar na lista dos piores ETFs foi ocupado pelo Viridi Bitcoin Miners ETF (RIGZ), que caiu 69% este ano.

O fundo foi seguido pelo Global X Blockchain ETF (BKCH) e VanEck Digital Transformation ETF (DAPP), que registraram perdas de 68% no ano.

No mesmo período, o preço à vista do bitcoin (BTC) caiu cerca de 58%.

Year-to-date bitcoin price. Source: CoinGecko

Além dos três fundos de criptomoedas, os ETFs de setores como o transporte marítimo também caíram após um ano forte em 2021, disse a Bloomberg.

As perdas para ETFs com temas de criptomoedas ocorreram quando o Federal Reserve (Fed) apertou a política monetária e aumentou as taxas de juros em um esforço para domar a inflação crescente nos EUA.

A situação tem, em outras palavras, sido o oposto do ano passado, quando o Fed afrouxou a política monetária e recorreu à “impressão de dinheiro” maciça para manter a economia em função do isolamento ocasionado pela pandemia de Covid.

“Essas áreas foram claramente as principais beneficiárias de estímulos monetários e fiscais abundantes. Agora, os futuros de frete a granel seco e as criptomoedas sofrem da mesma doença – um Fed altamente agressivo”, comentou Nate Geraci, presidente da empresa de consultoria financeira The ETF Store, em artigo.

“A festa do dinheiro fácil acabou e ambas as áreas estão agora no meio de reduções brutais”, acrescentou.

Inflação acima do esperado - mais sofrimento pela frente?

Embora os fundos de criptomoedas já tenham visto as perdas mais acentuadas de todos os setores, as previsões mostram mais "dor" pela frente. O primeiro sinal disso veio na última terça-feira, quando os dados de inflação dos EUA revelaram que a inflação de agosto havia sido ligeiramente superior ao esperado, chegando a 8,3%.

O temor entre os participantes do mercado agora é que o Fed responda à inflação acima do esperado elevando as taxas em 100 pontos base em sua próxima reunião, algo que o Fed não faz desde 1984.

De acordo com o FedWatch Tool da bolsa de derivativos CME, a probabilidade de um aumento de 100 pontos-base agora é de 20%, enquanto há uma chance de 80% de o Fed aumentar em 75 pontos-base.

Source: CME FedWatch Tool

--------------------

Leia mais:

Previsão de preço para o Terra Luna Classic: LUNC conseguirá a recuperação para US$ 0,0003?

Wall Street apóia nova corretora com "taxas baixas": é este o futuro do mercado de criptomoedas?

---------------------