04 Mar 2022 · 3 min read

Fed vai ‘ir Devagar’ com Aumentos de Taxas apesar da Guerra na Ucrânia - Powell

O Federal Reserve dos EUA (Fed) vai “seguir com cuidado” com seu plano de aumentar as taxas de juros este ano, apesar da guerra na Ucrânia, com o primeiro aumento de 0,25 ponto percentual ainda esperado na próxima reunião do Fed em março, disse o presidente do Fed, Jerome Powell, durante uma audiência no Congresso hoje. 

“Não podemos saber quão grandes ou persistentes” os efeitos da guerra serão na economia, disse o presidente do Fed.

“Esperamos que seja apropriado aumentar a faixa-alvo para a taxa dos fundos federais em nossa reunião no final deste mês”, disse Powell, acrescentando que está “inclinado a propor” um aumento de 0,25 ponto percentual.

Bitcoin (BTC) saltou de cerca de US$ 43.500 para quase US$ 44.970 antes do depoimento, quando as observações escritas de Powell começaram a circular. Às 17:33 UTC, o BTC era negociado a US$ 44.160 e subia quase 2% em um dia e 15% em uma semana.

Apesar de estar comprometido em seguir o plano para o primeiro aumento da taxa, no entanto, Powell foi menos claro sobre os aumentos posteriores da taxa quando perguntado por membros do Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados.

É “altamente incerto” como a guerra na Ucrânia afetará a política monetária nos EUA daqui para frente, disse Powell. No entanto, ele observou que ainda acredita que é “apropriado seguir em frente” porque a inflação está “muito alta”.

“Continuamos esperando que a inflação caia ao longo do ano, à medida que as restrições de oferta diminuem e a demanda se modera devido aos efeitos decrescentes do apoio fiscal e à remoção da acomodação da política monetária”, disse o presidente do Fed.

Além disso, Powell disse que se a inflação não cair, o Fed estará preparado para aumentar as taxas em mais de 0,25 ponto percentual em uma ou mais reuniões para controlar os aumentos de preços.

Enquanto isso, a situação na Ucrânia também foi abordada por Powell em sua declaração de abertura, onde ele disse que as implicações da guerra para a economia dos EUA são “incertas”, acrescentando que o Fed está “monitorando a situação de perto”.

“Pode haver efeitos não intencionais e inesperados”, disse Powell quando perguntado sobre os efeitos das sanções impostas à Rússia. 

No geral, no entanto, o impacto provavelmente será pequeno, mas é difícil prever quais serão os efeitos de segunda ordem, disse Powell.

Apesar da incerteza, o presidente do Fed reiterou a intenção do banco central de elevar os juros na próxima reunião marcada para 16 de março.

Questionado se a Rússia poderia usar criptoativos como forma de evitar sanções, Powell disse que isso é “algo que você lê e ouve”, antes de observar que uma estrutura regulatória ajudaria a evitar isso.

Não existe o marco regulatório que precisa existir. Uma estrutura deve estar em vigor para garantir que as criptomoedas não possam ser usadas para fins criminais e para evitar sanções, opinou Powell.

Conforme relatado, os ministros das Finanças do G7 e da UE estão trabalhando para impedir que a Rússia use criptoativos para contornar as sanções.

A forma como o testemunho do presidente do Fed lidou com as taxas de juros levou o conhecido economista e presidente do Queens' College, da Universidade de Cambridge, Mohamed A. El-Erian, a escrever que é “difícil ver o presidente do Fed Powell sendo definitivo além de março [ …]” quando se trata de aumentos de taxa de juros.

 

____
Assista toda a audiência com o presidente do Fed, Jerome Powell, abaixo:

____
Leia Mais:

- Invasão da Ucrânia pela Rússia: Bitcoin deve desempenhar um papel em ambos os lados

- Ucrânia supera a Rússia em Adoção de Criptomoedas conforme a Guerra se inicia